Ashoka (304 - 232 AC)

Ashoka (304 - 232 AC)

Ashoka é considerado o primeiro imperador da Índia, pois foi o primeiro a reinar sobre grande parte do sub-continente indiano, com excepção da regiões do sul.

O rei Ashoka, filho do rei Bindusara, foi o terceiro da dinastia Maurya. Nasceu cerca de 304 A.C.

Parece ter havido uma guerra de sucessão durante dois anos, durante a qual pelo menos um dos seus irmãos foi morto. Ashoka começou a governação cerca de 274 A.C..

Em 262 A.C., Ashoka conquistou a região de Kalinga, correspondente aproximadamente ao moderno Estado de Orissa. A mortandade e sofrimento resultantes desta guerra provocaram uma alteração na personalidade do rei. Desde então, governou o seu vasto império sob o signos da paz, moralidade, respeito, justiça, prosperidade, sem esquecer a proteção da natureza vegetal e animal.

Protegeu e apoiou a doutrina budista com respeito pelas outras religiões. Ashoka chegou a criar um ministério para a moral e a religião cerca de 261 A.C.. No ano 253 A.C. convocou um concílio budista para Pataliputra, a capital. Diz-se que construiu 84000 stupas (santuários budistas).

Ashoka desenvolveu a culturas do arroz e do algodão. Desenvolveu o comércio interno e com o exterior. A Índia exportava especiarias, pedras preciosas, elefantes, algodão, etc. e importava seda, cavalos e ouro.

Muito do pouco que se sabe hoje do rei Ashoka resulta da decifração dos seus éditos inscritos em pedra.

Ashoka mandou construir colunas encimadas por um capitel com quatro leões em posição de dorso contra dorso. Por baixo de cada leão está uma roda. Este capitel de leões tornou-se um emblema nacional da Índia, figurando em muito símbolos oficiais e a roda foi incorporada na bandeira da Índia.

Ashoka morreu em 232 A.C..

O império desmoronou-se em 180 A.C., apenas cerca de 50 anos após a morte de Ashoka. Atribui-se este desenlace às grandes despesas com um enorme exército necessário durante as conquistas, mas supérfluo em tempo de paz e também a problemas religiosos.


Bibliografia
Les mystères de l’Inde (L’Histoire – 2003)

The edicts of King Ashoka – Ven. S. Dhammika (1993)

Leia também! Assuntos relevantes