Unidades de Concentração das Soluções


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Unidades de Concentração das Soluções

Concentração Comum (C) ou Concentração massa/volume: é a razão estabelecida entre a massa do soluto (m1) e o volume da solução (V);

Geralmente: soluto (g) e solvente em (L), logo: C=g/L


Unidade: g/L

Obs.: kL - hL - daL - L - dL - cL - mL (nova representação para os múltiplos e submúltiplos do litro (L))



Título em Massa (T) ou concentração massa/massa: é a razão estabelecida entre a massa do soluto (m1) e a massa da solução (m), ambas na mesma unidade (geralmente em gramas);


Obs.: 0 < T < 1

Obs.: Título percentual (T%): T% = Tx100

Obs.: O título não possui unidade

Obs.: Para soluções onde a concentração é muito pequena, ou seja, para soluções muito diluídas, a concentração costuma ser expressa em partes por milhão ou ppm:




Título em Volume (Tv) ou concentração volume/volume: é a razão estabelecida entre volume do soluto (V1) e o volume da solução (V), ambos na mesma unidade;


Obs.: 0 < Tv < 1

Obs.: Título percentual (Tv%): Tv% = Tv x 100

Obs.: Para soluções onde a concentração é muito pequena, ou seja, para soluções muito diluídas, a concentração costuma ser expressa em partes por milhão ou ppm:

Obs.: 1cm3 = 1mL; 1dm3 = 1L; 1000L = 1m3;

Obs.: O título em volume não possui unidade



Densidade absoluta (d): é a razão estabelecida entre a massa da solução (m) e o volume (V) dessa solução;


Unidade: g/mL = g/cm3; g/L = g/m3;

Obs.: para se passar de g/mL para g/L (multiplica-se a densidade por 1000) e para se passar de g/L para g/mL (divide-se a densidade por 1000)

Obs.: volume e densidade devem estar nas mesmas unidades;

Obs.: Como a densidade da água é igual a 1g/mL temos: 1 mL de água = 1g de água; 1L de água é igual a 1Kg de água...Cuidado essas relações só são válidas para a água devido a sua densidade ser igual a 1g/mL.



Fração molar ou concentração em quantidade de matéria/quantidade de matéria:

Fração Molar do Soluto (x1):
é a razão estabelecida entre o número de mols de moléculas do soluto (n1) e o número de mols de moléculas da solução (n).


Fração Molar do Solvente (x2): é a razão estabelecida entre o número de mols de moléculas do solvente (n2) e o número de mols de moléculas da solução (n).


Obs.: x1 + x2 = 1

Obs.: A Fração molar não possui unidade



Concentração Molar ou Molaridade (M) ou Concentração em quantidade de matéria/volume ou concentração mol/L: é a razão estabelecida entre o número de mols de moléculas do soluto (n1) e o volume da solução (V), em litros;


Obs.: Número de mols do soluto (n1) é a razão entre a massa do soluto (m1) e a massa molar desse soluto (M1).

Unidade: mol/L ou M ou molar escritas após o valor numérico da concentração;

Obs.: Cuidado com os vários tipos de "m" usados até aqui!!! Revisando:

m1 = massa do soluto

m2 = massa do solvente

m = massa da solução

M1 = massa molar do soluto

M = molaridade

Obs.: tudo que possui o índice "1" refere-se ao soluto, tudo que possui o índice "2" refere-se ao solvente e tudo que não possui índice refere-se a solução, assim temos:

n1 = número de mols de moléculas do soluto

n2 = número de mols de moléculas do solvente

n = número de mols de moléculas da solução

C= concentração comum da solução



Concentração Molal ou concentração quantidade de matéria/massa (W): é a razão estabelecida entre o número de mols de moléculas do soluto e a massa, em quilogramas, do solvente;


Unidade: mol/kg ou molal

Obs.: Numa solução aquosa diluída, 1L de solução contém aproximadamente 1L de água, ou seja, 1Kg de água. Dessa forma o número de mols de soluto por litro de solução (molaridade) é aproximadamente igual ao número de mols do soluto por quilograma de água (molalidade).



Fonte:
http://www.netvestibulando.hpg.ig.com.br/quiconcentracaodassolucoes.htm




Leia também! Assuntos relevantes.

Propriedades Coligativas
Na química, algumas soluções apresentam propriedades coligativas, que nada mais são do que as propriedades físicas que se originam a partir da redução...

Polímeros
Material orgânico ou inorgânico, natural ou sintético, de alto peso molecular, cuja estrutura molecular consiste na repetiçâo de pequenas unidades, ch...

Óxidos
Os óxidos são compostos binários, isto é, são substâncias formadas pela combinação de dois elementos. Um desses elementos é sempre o oxigênio (O). •...

Fenômeno nuclear
O fenômeno nuclear é simplesmente um fenômeno radioativo. Na química nuclear estuda-se a parte do átomo que é responsável pelas radiações. A palavra n...

Os Perigos da Radiação
Na imagem ao lado, soldados americanos observam teste atômico em 1951: expostos à radiação. A radiação danifica os tecidos vivos, de modo que as pe...

Fermentação
A fermentação é um processo químico muito presente no nosso cotidiano. A fabricação de pães e algumas bebidas alcoólicas como a cerveja, somente são p...

Ensaio não destrutivo
Na química, ensaio não destrutivo, ou END, se refere a qualquer ensaio praticado com materiais desde que estes não alterem a forma permanente das prop...

Compostos Inorgânicos
Desde a antiguidade, os alquimistas já sabiam lidar com ácidos e bases (também denominadas "álcalis"), mas estes dois compostos não alcançaram grande ...

Alcenos
Também conhecidos como hidrocarbonetos etilênicos ou olefinas, os alcenos são compostos formados exclusivamente por carbono e hidrogênio. O que os dif...

Carbono
O carbono é também de grande importância, pois a maioria dos seres vivos possui em seus corpos, compostos de carbono diversos. Um ser humano, por exe...

Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, estudos, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Somos um veículo de comunicação. Não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia ou reprodução de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2015 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados