Fatos que antecederam a Inconfidência Mineira

Fatos que antecederam a Inconfidência Mineira

Por

A Inconfidência Mineira foi um movimento revolucionário que aconteceu no Brasil Colonial, sob a influência do liberalismo. O movimento foi liderado por intelectuais que defendiam a democracia e a liberdade do Brasil em relação a Portugal.

O objetivo da Inconfidência Mineira era promover a independência do Brasil. A revolução aconteceu dentro de um contexto histórico de exploração intensa da colônia por parte da coroa portuguesa.

Durante esse período, Portugal cobrava altos impostos e fiscalizava todas as atividades da colônia, como a exploração do ouro, por exemplo. Os jovens que faziam parte das elites mineradoras traziam para o Brasil as ideias de igualdade que pautavam o pensamento iluminista na Europa.

O grande nome da Inconfidência Mineira foi Tiradentes, líder revolucionário que acabou enforcado pela coroa lusitana.

Confira alguns fatos que antecederam e sucederam a Inconfidência Mineira:

- Antes da Inconfidência Mineira, Portugal vivia um momento de escassez das reservas de ouro e recursos. A coroa era economicamente dependente da colônia e, por isso, passou a cobrar mais impostos, como as cem arrobas de ouro por ano e o "quinto", que era uma taxa de 20% que incidia sobre todo o ouro encontrado na colônia.

- A dificuldade que os colonos enfrentavam para pagar os impostos excessivos levou a coroa portuguesa a criar a derrama, uma cobrança complementar para os mineradores.

- As ações portuguesas eram consideradas abusivas pelos colonos, fato que incentivou a formação de uma oposição ao domínio português no Brasil.

- A influência do iluminismo marcou o pensamento dos intelectuais da época.

- Em 1789, um grupo de intelectuais decidiu tomar o poder em Minas Gerais. Neste grupo estavam Claudio Manoel da Costa, Tomas Antonio Gonzaga, Carlos Correia de Toledo, Joaquim Silvério dos Reis e Tiradentes.

- Os portugueses descobriram os planos da insurreição em Minas Gerais. Com a delação de Joaquim Silvério dos Reis, Tiradentes foi o único inconfidente condenado ao enforcamento e esquartejamento.

Leia também! Assuntos relevantes