Encontros vocálicos

Os encontros vocálicos compreendem o estudo dos agrupamentos de vogais e semivogais. Trata-se do encontro de vogais, sem consoantes intermediárias.

Saber reconhecer os encontros vocálicos é muito importante, já que faz com que o estudante consiga separar corretamente as sílabas. Basicamente, existem três tipos de encontros vocálicos. São eles: o ditongo, o tritongo e o hiato.

Vamos explicar e apresentar exemplos destes três tipos de encontros. Confira!


Note que o encontro vocálico é a junção de duas ou mais vogais na mesma palavra. Veja:


Ditongo

Duas vogais que se encontram na mesma sílaba. Neste caso, temos sempre uma vogal e uma semivogal. Exemplos:

Ditongo Crescente: semivogal antes da vogal.
Série – sé / rie (i é uma semivogal; e é uma vogal).


Ditongo Decrescente: vogal antes da semivogal.
Pai – (a é uma vogal, i é uma semivogal).


Sendo assim, o ditongo crescente ocorre quando a segunda vogal é a mais forte. Já o ditongo decrescente acontece quando a primeira vogal é a mais forte.

Classificação entre Oral e Nasal

Os ditongos são orais ou nasais. A classificação depende da maneira como ele é pronunciado. O ditongo oral tem vogais orais, com sons produzidos pela boca. Exemplos: mágoa, glória, raiva.

O ditongo é nasal quando as vogais são nasais. Exemplos: mãe, chão, pão.


Tritongo

Ocorre quando três vogais estão na mesma sílaba. Essa sequência tem uma semivogal, uma vogal e outra semivogal. Exemplos: Paraguai, Averiguou, Espiões.

Lembre-se sempre que as vogais mais fracas são as classificadas como semivogais.


Hiato

Sequência com duas vogais que fazem parte de sílabas diferentes. Exemplos: saída, poesia, Paraíba, soar.

Fique bastante atento aos encontros vocálicos e tente reconhecer sempre o que é um ditongo, um tritongo e um hiato. Esse tipo de pegadinha cai em provas e faz toda a diferença para a qualidade de seus textos. Em caso de dúvidas, fale com o seu professor!

Leia também! Assuntos relevantes