Discurso Objetivo e Discurso Subjetivo

Discurso Objetivo e Discurso Subjetivo

Por

Por Reinaldo Dias
DISCURSO OBJETIVO
O discurso objetivo é aquele em que o EU da pessoa que fala se esconde, fala dos outros, de fatos do mundo exterior, e não se coloca no meio dos comentários.

É o discurso característico da dissertação onde predominam conceitos amplos e abstratos, ou da narração em terceira pessoa onde o narrador é apenas um observador.

Veja um pequeno exemplo de discurso objetivo:
O homem de hoje já não tem tempo para diversão.

Os vários meios de comunicação, as atividades intensas e o planejamento diário dos afazeres ocupam a maior parte do seu tempo. Por esse motivo, já não há espaço para ações simples como, jogar futebol, ir ao teatro, freqüentar o clube e, mesmo reunir a família para bater um papo no fim de semana é quase impossível. A vida está muito rápida.

-Note que neste trecho, quem está narrando, em nenhum momento colocou-se em evidência, emite uma opinião que, no entanto, não parece ser pessoal. Apenas narra fatos do mundo exterior sem interferir nesses fatos.-


DISCURSO SUBJETIVO
O discurso Subbjetivo é aquele em que o EU do enunciador se mostra, assume sua condição de pessoa falante. Acontece na narração em primeira pessoa (eu), é o desabafo desse EU que se revela para o mundo exterior assumindo seus pensamentos na forma escrita.

Veja o exemplo de discurso subjetivo utilisando o texto anterior:
Já não tenho tempo para diversão.

Os vários meios de comunicação, as atividades intensas e o planejamento diário dos afazeres ocupam a maior parte do meu tempo. Por esse motivo, já não há espaço para ações simples como, jogar futebol, ir ao teatro, freqüentar o clube e, mesmo reunir minha família para bater um papo no fim de semana é quase impossível. A vida está muito rápida.

-Note que neste caso, o discurso passa a ser escrito na forma da primeira pessoa (eu). É o narrador expondo sua opinião, tirando suas conclusões sobre o mundo atual, falando dos seus sentimentos e desabafando na forma escrita. No texto subjetivo o narrador aparece para o leitor.

Atenção:
Tanto o texto Objetivo como o Subjetivo constituem estratégias criadas pelo enunciador para melhor convencer o leitor daquilo que está sendo dito. Na verdade, há sempre um EU falante escondido em todo enunciado.


Para gravar:
Objetividade – Análise, crítica imparcial, opinar sem interferir no assunto, linguagem predominantemente dissertativa.

Subjetividade – Analisar um fato, criticar, escrever sobre algo emitindo sua opinião pessoal ou seu sentimento sobre o assunto em questão, o que vem de dentro do narrador.


Bibliografia:
Adaptado do livro Texto e Contexto – Editora EB S/A - 1998
AA.: Lídio Tesoto / Norma Discini


Fonte:
http://www.estudiologia.hpg.ig.com.br/subjetivo_objetivo.htm