Classificação dos seres vivos

Classificação dos seres vivos

Por

Uma das áreas de estudo da biologia é a classificação dos seres vivos, também chamada de taxonomia. Essa classificação sistemática é feita para apresentar, descrever e inventariar as espécies em grupos específicos, com características peculiares. Essa classificação nos permite compreender e conhecer a biodiversidade do planeta.

Na taxonomia, os pesquisadores estudam as descobertas e classificações das espécies. Dentro do contexto da classificação dos seres vivos, os cientistas também conseguem avaliar as características evolutivas das espécies. Na prática, essa classificação tem o intuito de organizar de maneira clara e precisa os diversos grupos de seres vivos, tanto de animais quanto de espécies da flora.

A classificação dos seres vivos inclui características fisiológicas, semelhança de genomas e perfis ecológicos. Assim, é possível dizer que a classificação dos seres vivos é um ponto importante da sistemática, ou seja, das relações entre os organismos.

A evolução dessa classificação teve o suporte de botânicos e zoólogos. O primeiro grande estudo sobre as categorias das espécies foi feito por Lineu, em 1758.

Nessa classificação, os especialistas tratam da descrição, nomenclatura e características fundamentais das espécies. Os sistemas de classificação empregam critérios de semelhanças e diferenças essenciais.

A classificação dos seres vivos tem basicamente cinco reinos. Confira:

1 - Reino Metazoa (Animalia) – Formado por organismos pluricelulares, como os animais invertebrados, vertebrados, aves e mamíferos.

2 - Reino Metaphyta (Plantae) – Composto por seres pluricelulares. Fazem parte deste grupo os vegetais inferiores, como as algas; e os vegetais intermediários e superiores.

3 - Reino Monera – Formado por organismos unicelulares, como as bactérias e as cianobactérias.

4 - Reino Fungi – Composto por seres eucariontes, como os fungos elementares e superiores.

5 - Reino Protista – Formado por seres unicelulares e eucariontes, como as amebas e as algas inferiores.

Leia também! Assuntos relevantes