Bramanismo

Por

O bramanismo é uma tradicional filosofia da Índia. Considerada uma vertente religiosa, essa prática está intimamente relacionada à cultura e à história indiana desde o segundo milênio a.C.

Com o passar dos anos, o bramanismo foi sendo alterado, recebendo novas características. Atualmente, essa religião é conhecida como hinduísmo.

Evolução do Bramanismo


O bramanismo é uma evolução da Védica, outra conhecida religião que fez parte das bases da civilização indiana. A religião respeita o sistema de castas, introduzido na Índia pelos Brâmanes, e prega a transmigração das almas, ou seja, para os seguidores desta religião os homens vivem ciclos de nascimentos e mortes, a fim de promover a evolução do espírito.


Várias Encarnações


De acordo com o bramanismo, a alma humana está sempre em evolução e, por isso, passa por diversas encarnações para se tornar sempre melhor. Neste contexto, os homens nascem sob diferentes formas, sempre como resultado de seu Karma e necessidade de evolução.

O bramanismo prega, então, a reencarnação, a libertação e o sacrifício. A religião segue livros sagrados, como os Vedas, os Brâmanas, os Upanixadas e os Aranyakas. Na prática, o bramanismo envolve conceitos religiosos, sociais e políticos que norteiam a realidade do povo indiano. Todos os conhecimentos e crenças são transmitidos de forma oral entre as gerações.


Sistema de Castas e Deuses


O sistema de castas é um dos principais diferenciais dessa religião e determina que cada grupo social tem sua importância e valor dentro da comunidade. Os deuses do bramanismo são: Brâman, Deus supremo; Brahma (Brama), Deus criador; Vishnu, deus da conservação; e Shiva, deus da destruição.

O bramanismo tem diversas doutrinas, rituais e práticas religiosas, além de abordar aspectos morais da vida em sociedade. Ao todo, a religião conta com 33 divindades, entre elas deuses soberanos, guerreiros e patronos.

Leia também! Assuntos relevantes