Arquitetura Khmeriana

Arquitetura Khmeriana

Por

A arquitetura Khmeriana foi inspirada na arte indiana, contudo, sua forma de expressão é mais rígida, simétricas e sem todo o charme e sensualismo de seu inspirador. Esse tipo de arquitetura ganhou esse nome pelo fato de ter sido criada no reino do Khmer, vizinhos dos indianos. Essas características desta arquitetura, apesar aparentarem claramente o pouco conhecimento técnico dos escultores, acabaram inspirando outros povos e por essa razão esse tipo de arquitetura acabou se espalhando pela Ásia.

Como prova da inspiração dos Khmer, podemos citar três grandes construções indianas: stupa, vihara e caitya, que poderiam ser facilmente levadas para o reino Khmer e dado como obra desta cultura. O stupa primeiramente foi erguido como um monumento de pedra e sua planta era semelhante a uma cúpula, balaustrada e mirante. O budismo trouxe para esta arquitetura uma inspiração do cosmo.

Na Idade Média, assim que o hinduísmo recuperou sua força, o stupa acabou sendo substituído pelos santuários de planta retangular. Eram santuários em forma de pirâmides que eram conhecidos por vimana, gopura e sikhara, a decoração dessas edificações eram cheias de pompas e muito exuberantes e estas características se espalharam por toda Ásia.

Com o passar do tempo, os povos da península cambojana e do arquipélago subíndico acabaram absorvendo tanto a estética indiana quanto sua religiosidade, como também com a arquitetura Khmeriana que era monumental e que em muitos trabalhos trazia traços da arte chinesa, como por exemplo, os templos que eram cavados nas montanhas com fachadas adornadas com esculturas e relevos.

Leia também! Assuntos relevantes