Confederação do Equador

O Brasil é um país que possui mais de 500 anos de descoberta. E, ao longo desses anos, muitos foram os acontecimentos que por aqui ocorreram. Você sabe sobre todos os momentos que o país viveu? Está certo, esta é uma pergunta muito radical, afinal de contas, é impossível saber tudo sobre todos os acontecimento acerca do país brasileiro.

Mas, muitas pessoas se envolvem com a história do país e sabem sobre diversos assuntos a ele relacionado. E hoje, este texto quer falar sobre a Confederação do Equador. Você já ouviu falar sobre ela? Se não, hoje você saberá do que se trata.


O que foi a Confederação do Equador?

A Confederação do Equador foi um movimento político e revolucionário que ocorreu na região nordeste do Brasil, no ano de 1824. Tinha como objetivo a libertação, com ideias republicanas. Foi assim denominado porque o centro do movimento ficava próximo à Linha do Equador.

Tudo começou em Pernambuco, e logo foi se espalhando por diversos outros estados, chegando ao Ceará, ao Rio Grande do Norte e á Paraíba. No estado de Pernambuco, diversas frentes participaram do movimento, como o povo, as elites da região e os intelectuais. O grande marco deste movimento foi a participação popular.


Quais foram as principais causas da Confederação do Equador?

Alguns fatores contribuíram para a ocorrência da Confederação do Equador, como:

  • Um grande descontentamento da centralização política que foi imposta pelo Dom Pedro I, na Constituição de 1824;
  • O desconforto que a influência portuguesa causava na política brasileira, atuando fortemente, mesmo depois da independência;
  • Pessoas influentes de Pernambuco escolheram um governador para o estado, Manuel Carvalho Pais de Andrade. Entretanto, em 1824, Dom Pedro I indicou um governador para a província, de sua confiança, Francisco Paes Barreto. Esse foi o grande motivo que ocasionou a revolta.


Confederação do Equador Soldados

Quais eram os objetivos da revolta?

Os objetivos eram claros para a revolta. Com ela, as lideranças do movimento queriam:

  • Elaborar uma nova Constituição, nova, com um caráter mais liberal;
  • Diminuir a influência que o governo federal detinha sobre os assuntos relacionados ao campo regional;
  • Acabar com o tráfico de escravos para o Brasil;
  • Organizar forças para resistirem à repressão que era imposta pelo governo central imperial;
  • Formar um novo governo, independente, na região.


Que fim levou a Confederação do Equador?

Como o movimento começou a ganhar corpo, força, o almirante britânico Thomas Cochrane liderou as tropas militares do império para darem fim ao movimento. Um dos principais líderes do movimento, Frei Caneca, foi condenado ao fuzilamento.

O Padre Mororó, outro grande líder do movimento, foi executado a tiros. Outras pessoas influentes que também estavam participando do movimento foram condenadas à prisão, como o jornalista Cipriano Barata.

Muitas pessoas que participaram do movimento conseguiram fugir da prisão, correndo para o sertão, onde ainda tentaram manter vivas as ideias do movimento. Mas, depois de tantos acontecimentos e tantas perdas que teve, o movimento enfraqueceu, e acabou perdendo a força, no mesmo ano em que começou.

Leia também! Assuntos relevantes