Análise Morfológica

A análise morfológica é um campo de estudo de extrema importância no português. Chamado também de morfologia, esse segmento estuda profundamente as palavras que compõem uma frase, se atentando à função de cada termo no contexto.

Nesse tipo de análise, pega-se uma determinada frase para estudar cada palavra que a forma de maneira individual. Isso significa que todas as classes gramaticais são levadas em consideração, como: substantivos, adjetivos, artigos, pronomes, numerais, verbos, advérbios, preposições, conjunções e interjeições.

De uma forma geral, é possível dizer que a análise morfológica faz parte do estudo da gramática do idioma, com a pesquisa sobre cada palavra dentro de sua classe gramatical. A morfologia se preocupa com a estrutura e a formação das palavras.

Com o conhecimento da análise morfológica, fica mais fácil organizar todas as classes gramaticais que aparecem em determinado enunciado. Cada elemento é avaliado com suas especificidades.

Como já mencionado, as classes gramaticais estudadas na análise morfológica são 10 no total (substantivo, artigo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção e interjeição). É preciso entender cada uma delas para ser capaz de realizar a análise morfológica corretamente.

Caderno, lápis e papel amassado

Conheça as classes gramaticais importantes na análise morfológica

Substantivo – Dá nome aos objetos, países, lugares, seres, ações, entre outras coisas. Varia em gênero, número e grau. Pode ser derivado, primitivo, simples e composto. Alguns exemplos: casa, amor, flor, girassol, Brasil, cardume.

Artigo – Termo que aparece antes de substantivos. Varia em gênero e número. Exemplos: o, a, os, as (artigos definidos); um, uma, uns, umas (artigo indefinido).

Adjetivo – Termos que atribuem qualidades. Variam em gênero, número e grau. Exemplos: bonito, jovem, alegre, fiel, generoso, brasileiro. Pode ser primitivo, derivado, simples, composto e pátrio.

Numeral – Termos que indicam posição ou número. Podem ser números cardinais, ordinais, fracionários, multiplicativos e compostos. Exemplos: um, segundo, meio, uma dúzia, dobro.

Pronome – Palavra que pode ser usada para substituir ou acompanhar o substantivo. Varia em gênero, número e pessoa. Podem ser pessoais, de tratamento, possessivos, demonstrativos, relativos, interrogativos e indefinidos. Exemplos: eu, você, meu, este, aquele, o qual, quem.

Verbo – É o termo que exprime ação. Varia em pessoa, número, tempo, voz e modo. Exemplos: falar, comer, chover, casar, viajar.

Advérbio – Termo que modifica o verbo, adjetivo ou outro um advérbio. Pode ser de modo, intensidade, tempo, negação, afirmação, entre outros. Exemplos: demais, ainda, jamais, sempre, certamente.

Preposição – Termo que faz a ligação de dois elementos da oração. Exemplos: para, desde, como, apesar de.

Conjunção – Termo que liga duas orações. Exemplos: contudo, nem, mas, e, portanto, como, de maneira que, antes que, a fim de.

Interjeição – Termo que exprime sentimentos. Exemplos: Xô!, Eba!, Ui!, Ufa!, Bravo!, Opa!.


Assuntos Relacionados

Morfologia do Verbo

Classes de Palavras

Termos Integrantes da Oração

Classes Gramaticais

Principais Gêneros Textuais

Leia também! Assuntos relevantes