Visconde do Rio Branco

Visconde do Rio Branco

Por

José Maria da Silva Paranhos, conhecido como Visconde do Rio Branco, foi um estadista, político, jornalista e diplomata brasileiro. Ele nasceu em Salvador, no dia 16 de março de 1819.

Visconde do Rio Branco foi considerado o maior estadista do Segundo Reinado. Ele foi um político habilidoso e muito influente, tendo atuado como diplomata monarquista do Brasil.

José Maria nasceu numa família rica da Bahia. Ele era filho de comerciantes portugueses.

Visconde do Rio Branco se mudou para o Rio de Janeiro quando tinha apenas 16 anos. Lá, ele entrou para a Academia da Marinha e depois para a Escola Militar.

Formado em engenharia militar, ele se tornou professor de matemática e redator do jornal Novo Tempo. Mais tarde, o Visconde do Rio Branco se tornou Doutor em Ciências Matemáticas e passou a atuar como professor catedrático na Escola Militar do Rio de Janeiro.

Em 1844, ele iniciou suas atividades políticas. Em 1845, ele se elegeu deputado estadual e depois se tornou vice-governador do Rio de Janeiro.

Durante sua atuação política, o Visconde do Rio Branco ganhou prestígio. Ele acabou eleito deputado pela província de Sergipe e senador vitalício por Mato Grosso.

Em 1868, ele assumiu o cargo de Ministro dos Estrangeiros, no qual foi responsável por assinar um tratado de paz com o Paraguai. Por sua atuação brilhante, José Maria recebeu o título de visconde do Rio Branco.

O visconde também foi responsável pela reforma judiciária, pela fiança provisória e pela aprovação da Lei do Ventre Livre. Outra importante ação do Visconde do Rio Branco foi criar a Escola Politécnica do Rio de Janeiro, em 1874.

José Maria da Silva Paranhos faleceu em 1 de novembro de 1880. Ele foi pai de José Maria da Silva Paranhos Júnior, o Barão do Rio Branco.

Leia também! Assuntos relevantes