Vírus Chikungunya

Vírus Chikungunya

Por

Um novo tipo de vírus tem chamado a atenção do mundo. O vírus Chikungunya, causador da febre Chikungunya, surgiu na África e migrou para a Ásia e para a Europa. Ele é transmitido por um mosquito comum nesses continentes. O vírus também avançou rapidamente pelo leste do Caribe, causando uma doença preocupante.

A febre Chikungunya é semelhante à dengue. O problema foi identificado em dezembro de 2013 na região de Saint Martin. Depois disso, o vírus já se espalhou por sete países europeus. Já foram diagnosticados mais de 3.700 casos da doença apenas no último ano.

Especialistas em saúde pública acreditam que o vírus possa chegar à América Central e à América do Sul. A febre causada pelo vírus Chikungunya está sendo combatida em vários países com campanhas de pulverização de inseticidas e limpezas de possíveis criadouros do mosquito.

O vírus Chikungunya causa febre alta e dores musculares. A doença não costuma evoluir para a morte, mas os efeitos da febre provocam muitas dores nas articulações, principalmente nos pulsos e tornozelos.

O vírus Chikungunya já foi detectado nas Ilhas Virgens Britânicas, na Dominica, na Guiana Francesa, em Guadalupe e em Saint Barthélemy. O Chikungunya foi identificado pela primeira vez na Tanzânia, em 1952. Segundo a Organização Mundial de Saúde, mais de 2 milhões de casos já foram informados na Índia, na Indonésia, nas Maldivas, em Mianmar e na Tailândia.

Pesquisadores brasileiros já afirmaram que existe a possibilidade do vírus entrar no Brasil, sendo transmitido pelo mosquito aedes aegypti. A prevenção dessa doença deve ser feita assim como a da dengue: acabando com a água parada onde os mosquitos se reproduzem.

Leia também! Assuntos relevantes