Verbos Defectivos

Por

Os verbos defectivos são aqueles que, quando conjugados, não apresentam algumas formas. É o que ocorre com o verbo falir no presente do indicativo, os pronomes eu, tu, ele e eles não possuem conjugação, somente essas duas formas podem ser utilizadas:
nós falimos

vós falis

Outros exemplos de verbos defectivos: colorir, precaver-se, demolir, reaver.

É preciso prestar atenção para não confundir os verbos defectivos com os verbos impessoais ou unipessoais, que são conjugados apenas nas terceiras pessoas.

Algumas formas verbais foram abolidas da gramática portuguesa por apresentarem cacofonia ou pronúncia feia. Imagine conjugar o verbo colorir na primeira pessoa do presente indicativo:
Eu coloro desenhos o dia todo.

Estranho, não? Por isso a maioria dos verbos defectivos encontram-se na terceira conjugação onde o infinitivo do verbo termina em –ir. Dessa forma, a frase acima poderia ser escrita assim:
Eu passo o dia todo a colorir desenhos.

Não fica mais elegante?

Como quase todas as regras da língua portuguesa, os verbos defectivos são repletos de exceções, vale a pena sempre consultar livros especializados para sanar eventuais dúvidas.

Leia também! Assuntos relevantes