Útero Didelfo

Por

O útero didelfo ocorre quando a mulher apresenta uma má-formação congênita. O útero tem a sua cavidade dividida em duas partes por um septo, como se a mulher tivesse dois úteros distintos.

Mulheres com esse problema podem engravidar, mas terão maiores possibilidades de ter um aborto espontâneo ou um parto prematuro. Nesses casos, a gravidez é considerada de risco, por isso a necessidade de um diagnótico precoce e acompanhamento médico.

Segundo a medicina, anatomicamente falando, “o útero didelfo se destaca por ter um fundo curvado, com as porções superiores ou corpo independente, colo uterino comum e a vagina pode ser única ou dupla. As más-formações uterinas habitualmente são assintomáticas, ou seja, não provocam nenhum sintoma que faça com que a mulher desconfie da má formação”.

Estima-se que este problema afete cerca de 10 mulheres num universo de 20 mil. O diagnóstico pode ser feito com exames como ultrassonografia tridimensional ou ressonância nuclear.

Juliana Miranda, Equipe do GrupoEscolar.com.

Leia também! Assuntos relevantes