Trigeminalgia

Por

Trigeminalgia é uma doença diagnosticada a partir de uma lesão, central ou periférica, no nervo trigêmio. O problema pode ser idiopático ou sintomático, ou seja, provocado ou não por algum fator.

O nervo trigêmeo é misto, com componentes sensoriais e motores. Os impulsos sensoriais vem da maior parte da cabeça e da face, das mucosas do nariz e da boca, da córnea e das conjuntivas. Os corpos celulares sensitivos estão localizados nos gânglios de Gasser ou Semilunares, de onde partem as três divisões sensoriais: oftálmica, maxilar e mandibular. Já a parte motora tem origem no núcleo motor trigeminal.

A trigeminalgia, quando idiopática, costuma ocorrer na segunda e na terceira divisão do nervo trigêmeo.

A incidência da trigeminalgia é maior em mulheres acima dos 50 anos. Os sintomas são dor na face, que pode ser desencadeada por estímulos sensitivos, dor intensa nos olhos, lábios, nariz, couro cabeludo, testa e mandíbula.

O diagnóstico acontece com exame neurológico normal ou diagnóstico diferencial de trigeminalgia.

O tratamento da síndrome é feito com analgésicos que causam analgesia central. Em alguns casos, o paciente tem remissão espontânea da trigeminalgia, o que pode ocorrer em até 50% dos casos.

Os medicamentos utilizados no tratamento são, geralmente, a Carbamazepina, a Amitriptilina, o Clonazepam e o Baclofen. Lembrando que, apenas um médico e um diagnóstico correto podem indicar o tratamento adequado para cada caso.

Juliana Miranda, Equipe do Grupoescolar.com.

Leia também! Assuntos relevantes