Tratado de Saint-Germain

A vitória da Tríplice Entende durante a Primeira Guerra Mundial, assim como o fim dos conflitos, foram acompanhados por discussões em torno das punições que sofreriam os países derrotados, assim como as regras que seriam impostas à eles, como à Alemanha, por exemplo O então presidente norte-americano, Woodrow Wilson, propôs que fossem estabelecidos quatorze pontos para a paz, defendendo uma “paz sem vencedores”, mas a verdade é que as potências já tinham outros planos para os derrotados.

Em Paris, os vencedores queriam indenizações contra as nações da Tríplice Aliança, envolvendo o Tratado de Versalhes, que obrigou a Alemanha a ser desmilitarizada e a pagar indenizações, inclusive perdendo parte de seus territórios. O acordo foi ratificado no mesmo ano de sua proposta. No mesmo período, entretanto, outros tratados um pouco menos importantes foram assinados por países envolvidos na Primeira Guerra Mundial, como foi o caso do Tratado de Saint-German.

Leia também:
Os Tratados de Paz da Primeira Guerra Mundial
Alianças na Primeira Guerra Mundial

Ficou conhecido pelo nome de Tratado de Saint-Germain-en-Laye um acordo de paz que foi celebrado no ano de 1919 entre os Aliados e a Áustria, contendo 381 artigos que estabeleciam condições, deveres e obrigações entre eles para que a paz fosse mantida. Este tratado promoveu o fim dos impérios Astro-Húngaro e Turco Otomano com o reconhecimento da independência de algumas das nações que se subordinaram aos interesses econômicos impostos pelos vencedores.

Os acordos pós-Primeira Guerra foram, portanto, uma forma de reafirmar o equilíbrio político e econômico entre os países da Europa.


Determinações do Tratado de Saint-Germain

Algumas determinações ficaram mais conhecidas, dentre os 381 artigos. Entre elas, ficou o dever de a Áustria reconhecer a soberania e ceder territórios à Itália, à Romênia, à Polônia, à Checoslováquia, além dos reinos Eslovenos, Croatas e Sérvios. Eram obrigados, ainda, a respeitar as minorias étnicas e a permitir que um exército voluntário de 30 mil homens fosse criado. Houve ainda o estabelecimento de compensações econômicas em decorrência dos prejuízos que foram causados pela guerra, mas estas nunca foram pagas na realidade.

Com o estabelecimento do Tratado de Saint-Germain, ainda ficou determinado que a Áustria seria admitida em uma organização que objetivava assegurar a paz mundial após certo período de observação, a “Liga das Nações”.

Havia, ainda, a proibição de atos comprometedores da independência austríaca como uma forma de prevenir que houvesse uma aliança com a Alemanha. Em decorrência do Tratado de Saint-Germain, a Áustria teve seu território reduzido significativamente, chegando a perder perder aproximadamente 200 mil quilômetros quadrados e 24 milhões de pessoas em sua população. Este tratado, entretanto, foi quebrado com a anexação da Áustria no ano de 1938, por Adolf Hitler na Segunda Guerra Mundial.


Crédito da Imagem:
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/66/TratadoDeSaintGermainRenner.png

Leia também! Assuntos relevantes