Tratado de Methuen

Tratado de Methuen

Por

O Tratado de Methuen, também chamado de Tratado dos Panos e Vinhos, foi um acordo assinado por Inglaterra e Portugual no dia 17 de Dezembro de 1703. Este acordo foi criado graças aos esforços do embaixador extraordinário britânico John Methuen, com o apoio da Rainha Ana da Inglaterra, e D. Manuel Teles da Silva, o Marquês de Alegrete.

O Tratado de Methuen determinava que os portugueses deveriam consumir os produtos têxteis britânicos e, em troca, os britânicos comprariam os vinhos de Portugal. Este tratado tinha apenas três artigos e foi um marco na história diplomática da Europa. O acordo entre Portugal e Inglaterra durou entre 1703 e 1836.

O tratado foi assinado num momento em que a economia portuguesa vivia uma estagnação. O comércio entre ingleses e portugueses reforçava as finanças dos dois países. Contudo, historiadores afirmam que o acordo foi desfavorável a Portugal, pois a exportação de vinho não foi suficiente para equilibrar a balança comercial entre as duas nações.

Mais tarde, constatou-se que os ingleses compravam menos vinhos do que os portugueses adquiriam os tecidos britânicos. Além disso, Portugal devia dinheiro aos ingleses e se tornou cada vez mais dependente da Inglaterra.

Leia também! Assuntos relevantes