Trabalho e energia - Sistemas conservativos

Trabalho e energia - Sistemas conservativos

Por

No estudo da mecânica, área de grande relevância dentro da física, temos dois conceitos majoritários: trabalho e energia. Nesse contexto, a energia surge como a essência de tudo, de toda forma de movimento e ação. Nada acontece sem energia no mundo!

Na mecânica, temos, ao menos, 4 energias indispensáveis: o trabalho, a energia potencial, a energia cinética e a própria energia mecânica. Vamos entender alguns aspectos importantes.

O que é trabalho?

Trabalho é a geração de energia que acontece quando utiliza-se uma força e um deslocamento no processo de movimento de um determinado objeto. Nesse caso, a força é aplicada simultaneamente à transformação de energia.

Para realizar um trabalho é preciso que exista um deslocamento. Objetos em repouso não dão origem ao trabalho, mesmo se estiverem sob a ação de uma determinada força.

O que é energia?

Energia é toda força capaz de influenciar um corpo. Na física, afirma-se que nada se perde e nada se cria. Tudo se transforma! Essa é a diretriz básica da Lei de Conservação de Energia. Na prática, a energia de um corpo não se perde, mas se transforma.

Sistemas Conservativos

Sistemas que não transformam energia são chamados de sistemas conservativos. Nesses casos, a quantidade de energia inicial do sistema é exatamente a mesma energia final.

Os sistemas conservativos apresentam forças nulas, que garantem a conservação da energia. Isso significa que, nos sistemas conservativos, não ocorre dissipação de energia.

Nesta realidade, temos que a energia cinética (Ec) e a energia potencial (Ep) somadas, dando origem à energia mecânica, sempre serão constantes. Algumas forças conservativas são: a força peso, a força elástica e a força elétrica.

Aula do Professor Marcelo Boaro:



Leia também! Assuntos relevantes