Testosterona

Por

O corpo humano possui inúmeros tipos de hormônios e a testosterona é um deles. Sendo mais predominantemente encontrado no organismo masculino (na região dos testículos), a testosterona também é encontrada no organismo das mulheres, em seus ovários, porém trinta vezes menos do que nos homens. Este hormônio é responsável por oferecer as características sexuais e fisiológicas masculinas, já nas mulheres a testosterona atua como fonte de energia e aumento na função sexual.

De muita importância para o funcionamento de nosso corpo, os hormônios são substâncias químicas que são produzidas pelo sistema endócrino ou então por alguns neurônios específicos. A palavra hormônio é proveniente do grego, que possuem os significados de "estímulo" ou então "estimular". Os Hormônios possuem efeitos exclusivos em nosso organismo, oferecendo inúmeros benefícios ao funcionamento do nosso corpo, regulando órgãos separadamente ou então transmitindo mensagens aos neurônios. Todos os hormônios são produzidos naturalmente pelo nosso corpo ao longo do tempo, porém algumas pessoas (ou até mesmo quando atingimos uma certa idade) necessitam fazer a reposição destas substâncias, a fim de manter o organismo sempre em ordem e equilíbrio.

A testosterona é responsável por desenvolver toda a característica masculina nos homens, desde a formação da bolsa escrotal até os pelos e músculos. A produção deste hormônio é feita por um outro hormônio denominado luteinizante (LH), assim como a sua secreção. O LH é produzido pela adeno-hipófise faz a estimulação da produção em massa de testosterona pelas células de Leydig, localizadas nos testículos, conferido grande importância para o processo de espermatogênese. Este hormônio é classificado como esteroide andrógeno, pois suas moléculas que são produzidas nos organismos (dos animais, como nas aves, mamíferos e répteis) são conectados a um grupo diluentes em gordura.

Nos homens, a testosterona é um hormônio principal, pois este é o responsável pelo desenvolvimento de tecidos reprodutores masculinos (como a próstata e os testículos), aumento das massas ósseas e musculares, crescimento de pelos por todo o corpo, torna a voz mais grave, previne diversas doenças (como a osteoporose) e mantém os níveis da libido bastante equilibrados. Nas mulheres, como o nível a testosterona é bastante reduzido, o hormônio encontrado predominantemente é a progesterona, igualmente encontrada em menor quantidade no organismo masculino.

De modo geral, a testosterona na quantidade correta em nosso organismo provoca:

- Auxílio na hipertrofia muscular, pois produz naturalmente as proteínas necessárias para o aumento de massa magra;

- Diminui os níveis de estresse pois possui relação direta com o hormônio cortisol, o qual controla o humor;

- Promove o emagrecimento, pois estimula o metabolismo e, consequentemente, a queima de gordura;

- Aumento da força corporal, por conta de todo o fortalecimento da massa óssea,

- Aumento do apetite sexual, pois está ligada diretamente a libido.

Por conta de maus hábitos alimentares, sedentarismo, doenças diversas ou avanço da idade, os níveis de testosterona podem ir diminuindo gradativamente do organismo. Esta redução hormonal pode causar uma série de problemas, como: distúrbios do sono, depressão, acne, cansaço, indisposição, infertilidade, impotência sexual, níveis elevado de estresse, perda de força, diminuição da massa muscular, aumento da gordura corporal, dentre muitos outros.

Saiba mais dos efeitos físicos e psicológicos da testosterona:

De maneira que você possa manter seus níveis de testosterona sempre na medida exata, há alguns cuidados diários que podem ser tomados com bastante facilidade. Uma boa noite de sono, em média de 8 horas por dia, contribui para a produção de testosterona. Ingerir bebidas alcoólicas em grande escala provoca a quebra do estrogênio por parte do fígado e, consequentemente, a perda de zinco, diminuindo os níveis do hormônio. Eliminar o hábito de fumar, pois este também interfere na produção do hormônio em questão. Aumentar, em níveis controlados, a ingestão de alguns alimentos essências para a produção da testosterona naturalmente: zinco (como o feijão, arroz integral, peru, iogurtes), gorduras boas (como o abacate, açaí, linhaça) e vegetais crucíferos (como o rabanete e o repolho). Há alguns suplementos naturais que também contribuem para o aumento dos níveis de testosterona no organismo, que estimulam diretamente a glândula pituitária nos testículos e elevam o hormônio.

Veja também, alguns alimentos que aumentam naturalmente a testosterona:

Se você deseja aumentar os níveis de testosterona de seu organismo, opte por um acompanhamento nutricional e médico. Muitos dos suplementos não são indicados para algumas pessoas e doses mais elevadas destes suplementos podem causar danos aos seus usuários.

Leia também! Assuntos relevantes