Sucessão Ecológica

Sucessão Ecológica

Por

As sucessões ecológicas se caracterizam por todas as mudanças ordenadas que acontecem com uma comunidade biológica. Isso quer dizer que uma sucessão ecológica é um processo natural e que culmina com o estágio de clímax.

Nas sucessões, a condição abiótica dos ambientes é favorável, mas existem áreas específicas da litosfera em que esse conceito não se aplica, pois os ambientes são inóspitos ao surgimento, desenvolvimento e manutenção de organismos vivos. Isso acontece, por exemplo, nas superfícies de rochas vulcânicas ou em desertos.

As alterações da sucessão ecológica acontecem pela ação do intemperismo, por fenômenos físicos, químicos e biológicos e pela ação do tempo. Essas sucessões estão muito relacionadas às mudanças que ocorreram durante o tempo geológico do planeta Terra. As sucessões ecológicas levam à evolução de espécies animais e da fauna, e à transformação de ambientes.

As sucessões ecológicas são classificadas evolutivamente. Elas são consideradas primárias quando ocorrem em lugares nunca antes habitados; e são secundárias quando ocorrem em lugares anteriormente habitados.

Leia também! Assuntos relevantes