Solenóide

Um enrolamento helicoidal é chamado solenóide.


Como outro exemplo para a aplicação da lei de Ampère consideremos um solenóide com n espiras por unidade de comprimento com uma corrente i.


Se as espiras estiverem muito próximas e o solenóide for muito comprido, o campo magnético é uniforme e está confinado completamente ao seu interior.

Pela simetria do problema é conveniente escolher como amperiana a linha ACDEA.

A contribuição do segmento DE à circulação é zero porque o campo é nulo fora do solenóide. A contribuição dos segmentos CD e EA também é zero ou porque o campo é nulo fora do solenóide ou porque o campo é perpendicular a esses segmentos na parte interior do solenóide.

Assim, a única contribuição à circulação vem do segmento AC.

Agora, levando em conta que, nesse segmento, B é constante e tem direção e sentido de A para C vem, para a circulação do campo magnético ao longo da amperiana escolhida:

S Bk.Dlk = B S Dlk cos 0o = BL

O número de espiras dentro da amperiana é nL, de modo que a corrente total que atravessa a espira é inL. A lei de Ampère garante, então, que:

BL = moinL

ou:

B = moin

Fonte:
http://www.ufsm.br/gef/Eletro09.htm

Leia também! Assuntos relevantes