Slobodan Milosevic: o carrasco da Iugoslávia

Slobodan Milosevic: o carrasco da Iugoslávia

Por

No dia 11 de março de 2006 Slobodan Milosevic foi encontrado morto em sua cela em Haia, capital do Tribunal Penal Internacional. O ex-presidente da Sérvia e da República Federal da Iugoslávia estava detido por crimes de guerra, crimes contra a humanidade, genocídio e desvio de verba. Vamos conhecer melhor quem foi esse político e qual foi seu papel na história mundial.

Milosevic nasceu em Pozarevac, na Sérvia, em 1941. De família rica, em 1953 filiou-se à Liga dos Comunistas da Iugoslávia, e logo depois ingressou na Universidade de Belgrado onde estudou Direito, se formando em 1964. Depois de alguns trabalhos, em 1978 era o diretor do maior banco iugoslavo, o Banco de Belgrado.

Em 1983 Milosevic começou sua carreira política, ainda com disputas somente partidárias. Em 1989 foi eleito presidente da república iugoslava da Sérvia. Milosevic alcançou o poder máximo com rapidez. Apoiado pela Igreja Ortodoxa Sérvia e pelo povo iniciou seu comando extremamente nacionalista. Sérvia e Eslovênia entraram em conflito, principalmente pelo perfil intransigente de Milosevic. Depois de inúmeros impasses, chegou ao fim a política federal e multiétnica da Iugoslávia.

Iniciou-se o período das guerras iugoslavas, em que Milosevic foi acusado de ataques contra civis, crimes contra a humanidade, genocídio e limpeza étnica. Milosevic queria incorporar a Croácia e a Bósnia ao território Sérvio e criar a Grande Sérvia. Por isso, foi travada uma guerra violenta da Sérvia contra a Croácia. Em acordo, Croácia e Sérvia dividem a Bósnia.

Milosevic tem papel fundamental no derramamento de sangue na guerra da Bósnia e na Guerra do Kosovo. Ambos os episódios bélicos ocorreram devido a ações separatistas.

O político também foi acusado de assassinar seus opositores, como o jornalista Slavko Curuvija e o ex-presidente da Sérvia, Ivan Stambolic.

Depois de passar por crise, Slobodan Milosevic perdeu a presidência do país em 1999. Ele se recusou a deixar o poder depois de 13 anos de comando. O povo exigiu a deposição do presidente e que o vencedor nas urnas assumisse o executivo.

Em 2001, o Tribunal Penal Internacional de Haia determina a detenção de Milosevic. Seu julgamento começou em 12 de fevereiro de 2002. Milosevic foi encontrado morto em sua cela. Seu advogado acredita que ele foi assassinado. Exames relatam que as razões da morte foram naturais.


Juliana Miranda - Equipe do GrupoEscolar.com
Licença:
Creative Commons License

Leia também! Assuntos relevantes