Criado por Sir Arthur Conan Doyle, escritor e médico britânico, Sherlock Holmes é um famoso detetive, personagem que nasceu no livro Um Estudo Em Vermelho, que foi lançado no ano de 1887 na revista Beeton’s Christmas Annual. Trata-se de um personagem investigador que vive no final do século XIX e início do século XX, e que ganhou fama por usar o método científico, além da lógica dedutiva para resolver os mistérios das tramas. Até os dias atuais Sherlock Holmes é um dos mais sedutores personagens no que se refere aos romances policiais. Seu nome, inclusive, está diretamente relacionado atualmente à capacidade de resolver questões que, para alguns, não possuem solução.

O personagem vive em um dos endereços mais famosos de Londres, o 221B Baker Street, onde está localizado um museu que recebe o seu nome. A estação ferroviária de Charing Cross é um dos locais mais visitados pelo personagem, uma vez que ele sempre passava por lá para viajar e resolver casos. Grande parte das histórias são relatadas pelo seu fiel escudeiro, Dr. Watson, também seu colega de quarto que também se surpreendia com a sua agilidade para resolver mistérios.

Conan Doyle afirma que o personagem surgiu ao analisar as capacidades do Dr. Joseph Bell, que era cirurgião em Edimburgo, e tinha uma grande capacidade de deduzir muitas coisas. Se ateve ainda ao porte do médico para criar o personagem, como relata em um texto publicado no ano de 1923 no The National Weekly, onde descreve seu professor na faculdade de medicina e conta como foram seus anos nessa fase de sua vida. “Era magro, vigoroso, com rosto agudo, nariz aquilino, olhos cinzentos penetrantes, ombros retos e um jeito sacudido de andar. A voz era esganiçada. Era um cirurgião muito capaz, mas seu ponto forte era a diagnose, não só de doenças, mas de ocupações e de caráteres”, escreveu.

Ainda inspirado no professor, usou a sua filosofia de que “A maioria das pessoas veem, mas não sabem observar”. O professor afirmava, segundo Doyle, que ao observarmos as pessoas, poderíamos, olhando de relance, saber sua origem, e pelas mãos, poderíamos deduzir sua profissão e os meios de vida. O modo de andar e maneirismos, por exemplo, poderiam ainda indicar diversos outros fatores de sua história. O professor Bell, entretanto, negou a inspiração, tomando-a, inclusive, como algo pejorativo à ele em decorrência do caráter arrogante atribuído por Doyle à Holmes.


A Personalidade e aparência de Holmes

A aparência física de Holmes é relatada por Watson, como sendo um homem alto com mais de 1,80 metros, além de pálido e magro, com um nariz fino. Parcialmente arrogante, tendo razão em inúmeros assunto e com deduções bastante precisas, Sherlock Holmes tem sua primeira dedução lógica na história “Um Estudo em Vermelho”, que é quando os dois personagens se conhecem e Holmes, com poucos segundos, já deduz que Watson já esteve no Afeganistão. Erudito, Holmes não apresenta muito sentimentalismo e adota fielmente a filosofia de ser alguém mais racional. Watson, entretanto, em algumas das histórias, relata que Holmes deixa cair sua “máscara gelada” em alguns momentos, transparecendo assim um pouco da humanidade que o personagem possui.

Possui alguns traços peculiares, assim como alguns de seus hábitos não tão comuns na época, como a prática de boxe, esgrima com armas brancas e bengala. Apesar disso, a prática de exercícios físicos faz mais parte somente no que se refere às necessidades de sua profissão. Um de seus hábitos bastante marcantes em seu trajeto é o de fumar cachimbo que, segundo o próprio Sherlock Holmes, ajuda a esclarecer sua mente. Exímio violinista, Holmes ainda faz uso da cocaína habitualmente em decorrência da monotonia, e tem como forte característica detestar quando o interrompam em suas reflexões.

Apesar de não se ver o personagem estudando no decorrer das tramas, Holmes tem um conhecimento bastante vasto de tudo, principalmente do conhecimento humano, envolvendo línguas, química, anatomia, entre outros. Segundo Conan Doyle, seu criador, Holmes resolve os problemas sem sair de seu apartamento com facilidade, apesar de isso não ser presente nas histórias mais interessantes, onde sua presença é indispensável nas localidades. Normalmente o detetive resolve enigmas bastante peculiares que são de difícil resolução, na opinião da polícia.

Sherlock Holmes Detetive

Em suas histórias, demonstra possuir um grande poder de dedução, além da observação ser um de seus pontos fortes. O personagem passa bastante tempo sem dormir quando está envolvido em um mistério, e é um grande mestre do disfarce. O que muitos não sabem, entretanto, é que uma de suas grandes marcas, usadas por alguns até hoje, foi criada no teatro, em uma das representações das obras. Se trata da frase “Elementar, meu caro Watson”. O mesmo se aplica a algumas particularidades associadas ao personagem.


História

Sherlock Holmes estudou e, em seguida, instalou-se em Londres, onde atua como detetive e divide um apartamento com John H. Watson, médico que retornou há pouco do Afeganistão. Lá, trabalhou como médico militar no período pré-guerra. Holmes tem um inimigo que apresenta uma intensa capacidade intelectual, o professor Moriarty. Ambos desaparecem nas cataratas de Reichenbach, perto de Meirigen, na Suíça, em 4 de maio de 1891 em The Final Problem. Diante dos protestos feitos pelos leitores, Doyle acabou ressuscitando Holmes, que reaparece em The Adventure of the Empty House, com a explicação de que ele havia forjado a própria morte para proteger-se de outros perigosos inimigos e investigá-los melhor.

Há indícios de que o personagem teria nascido ao dia 6 de Janeiro de 1854, tendo como pai um agricultor, e a mãe de origem francesa (dedução feita a partir do fato de que sua avó era irmã de Horace Vernet, pintor francês). Mycroft, irmão mais velho, para Holmes, é mais brilhante do que ele mesmo, tendo ainda um poder de dedução bastante superior ao seu, mas não aplicando seus dons em decorrência da preguiça, quando se depara com casos que faltam detalhes, não indo, portanto, aos locais de investigação. Em uma das histórias, por exemplo, Watson faz uma descrição de um encontro que ocorre entre os irmãos no Diogenes Club, local bastante frequentado por Mycroft, onde ambos sustentam uma conversa bastante intensa e com deduções sobre um transeunte.

Leia também! Assuntos relevantes