Saliva

Por

Quase todos nós já sabemos que a mastigação é uma fase muito importante para digerir os alimentos. Agora, o que poucos sabem é que, além da trituração feita pelos dentes, a saliva é uma substância fundamental no início digestório.

A saliva é derivada das glândulas parótidas, submandibulares e sublinguais. O principal objetivo desse líquido é umedecer o alimento, além de ser um composto antibactericida.

As substâncias que formam a saliva são água, ar, ptialina, nitrogênio, enxofre, potássio, sódio, cloro, cálcio, magnésio, ácido úrico, ácido cítrico e algumas proteínas.

Um desses componentes da saliva, chamado de imunoglobulina secretória A, serve de agente imunológico. Ele age como protetor contra vírus que acessam o corpo pela boca ou pelo aparelho respiratório.

A saliva protege também contra as cáries, devido ao seu efeito antibactericida. Falta de saliva pode causar ou aumentar o mau hálito. Outro composto salivar é chamado de amilase, uma enzima que prepara o processo digestório do amido e do glicogênio.

O volume de saliva produzido pelo corpo diariamente é grande, porém nós não percebemos. Cerca de 2 litros de saliva circulam pela boca diariamente.

Um dos fatos legais é que, a conhecida sensação de “água na boca”, estimulada pelo cérebro, existe porque o nosso sistema nervoso estimula a secreção salivar quando cheiramos um alimento atraente ou vemos algo que nos agrada comer.

A quantidade de saliva na boca pode variar. Esse efeito é conhecido como xerostomia, popularmente chamado de boca seca.

Pode ser causado por efeito colateral de medicamentos, aumento da idade, diabetes e problemas emocionais. Se isso acontecer frequentemente, deve ser investigado por um médico.

Leia também! Assuntos relevantes