Saiba o que é a Economia Austríaca

A Economia Austríaca de Economia, ou simplesmente Economia austríaca é uma das principais correntes da ciência econômica estruturada durante o século XIX. Boa parte de seus representantes da atualidade reivindicam a associação dos conceitos da Escola Austríaca à antiga noção de economia criada pela escolástica tardia espanhola.

A Economia Austríaca é denominada pelo fato de seus capitais expoentes serem oriundos da Áustria e terem evoluído suas ponderações em Viena.
O mais importante expoente da Economia Austríaca foi o economista Ludwig Von Mises (1881-1973), responsável pela sistematização do conceito de Menger e de outros autores verem a economia como algo complexo que necessitava levar em consideração a ação humana e o tempo.

Em sua obra Ação Humana, Von Mises buscou elaborar um edifício epistemológico intitulado “praxeologia”, que busca a compreensão da ação humana como sendo uma vontade posta em movimento. Ou seja, trata-se da busca pela satisfação de necessidades que colocam o homem em movimento, e assim, automaticamente, movimentando a sociedade e economia.

Estudiosos da Economia Austríaca
Precursores da Escola Austríaca
Crédito da imagem: Instituto Liberal

O conhecimento econômico para Mises deveria ser orientado não pelas constantes matemáticas indiferentes à realidade humana, mas pela qualidade eventual e falível que é própria do ser humano, que também é refletida no mercado.

De acordo com a Escola Austríaca, apenas quando se leva em consideração a tríade ação/tempo/conhecimento é que torna-se possível o entendimento do fator econômico e o rascunho de algum cálculo econômico.

Assista:


A Economia Austríaca diante dos sistemas capitalista, socialista e comunista

A Escola Austríaca tem o pensamento econômico o destaque do poder de organização espontâneo do mecanismo de preços. É importante enfatizar que a Economia Austríaca difere-se de outros sistemas econômicos, como o capitalismo, socialismo e comunismo.

O sistema econômico do capitalismo tem sua ideologia baseada na propriedade privada dos meios de fabricação e na sua operação, cujo objetivo é a obtenção de lucro. Lucros estes que são distribuídos para aqueles proprietários que investem nas companhias.

As principais características do capitalismo estão na propriedade privada, acúmulo de recurso, liberdade de troca e o trabalho assalariado.
Já no sistema de economia austríaca, o individualismo metodológico, é o princípio que delibera as ações individuais como base do esclarecimento de fenômenos econômicos.

O socialismo por sua vez é referente a qualquer uma das diversas teorias organizacionais econômicas que intercedem à administração e propriedade pública (ou coletiva) dos meios de fabricação e distribuição de bens. A proposta está na construção de uma sociedade cuja característica pela igualdade de oportunidades e meios para toda a população, como um procedimento isonômico de equilíbrio. Hoje, existem teorias que integram posições da esquerda política, relacionadas com as ações do Estado de bem-estar social.

O comunismo por sua vez trata-se de uma ideologia política e socioeconômica, cuja pretensão está na promoção do estabelecimento de uma sociedade igualitária, sem a existência de classes sociais e apátrida, com base na propriedade comum dos meios de produção.


Crédito da foto: Youtube/Fernando Ulrich

Leia também! Assuntos relevantes