Revolução Puritana

Revolução Puritana

Por

A Revolução Puritana aconteceu na Inglaterra, e também ficou conhecida como Guerra Civil Inglesa. O conflito ocorreu no século XVII e modificou o poder na Inglaterra, transformando o cenário político de monarquia absolutista para um Estado liberal-burguês.

Essa revolução colocou um ponto final à teoria do direito divino, que garantia à família real total poder no país. A Revolução Puritana foi um reflexo da Reforma Protestante e ficou conhecida como uma insurreição religiosa, política e econômica.

O movimento envolveu parlamentares, monarquistas e religiosos. A Revolução Puritana começou em 1640, durante o governo do Rei Carlos I, e se estendeu até 1648.

Como começou e terminou a Revolução Puritana?

O enfrentamento entre a monarquia e o parlamento começou com a petição dos direitos ao Rei Carlos I, que determinava que impostos, prisões, julgamentos e convocações do exército fossem realizados apenas com autorização do parlamento. O rei não cumpriu a decisão e decretou a dissolução do parlamento, comportamento que foi alvo de severas críticas.

As grandes divergências políticas presentes na Inglaterra resultaram em uma crise financeira. Os parlamentares se dividiram em dois grupos: os Diggers, que eram liberais e exigiam a reforma agrária; e os Levellers, que eram conservadores e católicos.

Os revolucionários foram liderados por Oliver Cromwell. As camadas populares da Inglaterra também se envolveram no conflito e no debate político da época.

Em janeiro de 1649, o exército parlamentar capturou o rei Carlos I e o decapitou. Depois dessa vitória, os parlamentares determinaram o fim da monarquia inglesa, e instauraram na Inglaterra um Sistema Republicano, que também foi marcado por uma forma severa e autoritária de governar.

O novo governo teve Oliver Cromwell como presidente do Conselho de Estado e passou a ser classificado como uma ditadura.

Leia também! Assuntos relevantes