Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos

Por Júlia Segatto Streck

Nome: Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos.

Onde: Rio Grande do Sul. Na época em que o Brasil era governado pelo Regente Feijó (Período Regencial).

Duração: 10 anos. 1835 a 1845. Foi a mais longa revolta do continente americano.

Causas:
- Problemas econômicos da época pelos produtores rurais.

- Descontentamento político.

- Produtores gaúchos reclamavam ao governo imperial da concorrência do Uruguai e da Argentina, países onde também se produzia charque. Também reclamavam dos impostos de importação, pois eram baixos, o charque importado do Uruguai e da Argentina chegava a custar menos que os do Rio Grande do Sul.

- Os estancieiros gaúchos queriam eliminar ou reduzir as taxas sobre o gado na fronteira com o Uruguai, propiciando a livre circulação de seus rebanhos nos dois países.

- Queriam mais liberdade administrativa para a sua província.

Economia: Baseada na criação de gado e na produção do charque.
O charque era vendido para: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e na região Nordeste. Era utilizado na alimentação dos escravos.

A pecuária atendia o mercado interno brasileiro.


Principais Líderes: Bento Gonçalves, General Neto, Onofre Pires, Lucas de Oliveira, Vicente da Fontoura, Pedro Boticário, David Canabarro, Vicente Ferrer de Almeida, José Mariano de Mattos, Giuseppe Garibaldi.


1835- Os políticos estavam exaltados. O descontentamento de estancieiros, liberais, industriais do charque e militares locais promoveram reuniões em casas particulares, destacando-se, Bento Gonçalves.

Bento Gonçalves comandou as tropas farroupilhas.

O governo central reagiu, mas não conseguiu derrotá-los. (As tropas apossaram-se de Porto Alegre, fazendo com que as forças imperiais fossem obrigadas a deixarem à região.).

Após terem seu líder Bento Gonçalves capturado e preso, os farroupilhas colocaram Antonio Neto na liderança.


1836- Os rebeldes fundaram a Republica Rio - Grandense ou Republica de Piratini. Bento Gonçalves, ainda preso, foi nomeado presidente. (Após a vitória militar do Seival, em 11 de setembro e 1836, o General Antonio de Souza Neto proclamou a Republica Rio - Grandense e foi estabelecida a capital na pequena cidade de Piratini.).


1837 - Bento Gonçalves foge da prisão e finalmente assume a presidência da Republica Rio - Grandense.


1839- Houve a conquista de Santa Catarina e a fundação da Republica Juliana. Sob o comando de David Canabarro e Giuseppe Garibaldi.


1840- O governo da regência resolveu negociar com os farrapos.


1842- O governo nomeou Luiz Alves de Lima e Silva para comandar as tropas, mas as tropas começaram a ser contidas.


1845- Após três anos de batalha e várias derrotas, os ‘farrapos’ tiveram que aceitar a paz proposta por Duque de Caxias. Com isso, em 1845, a rebelião foi finalizada.

Em 1º de março de 1845 celebrou-se o acordo entre as tropas imperiais e as forças farroupilhas e esse acordo assegurava as seguintes vantagens exigidas pelos fazendeiros gaúchos:

• Os revoltosos não seriam punidos e receberiam perdão do imperador;

• Os soldados e oficiais do exercito seriam incorporados ao exercito imperial;

• Os escravos fugitivos teriam direito a liberdade.

A guerra dos farrapos foi uma rebelião dos estancieiros que lutavam por seus interesses específicos. Não existia a proposta de acabar com a escravidão ou melhorar a vida dos camponeses. Eles queriam garantir o lucro das grandes fazendas pecuárias e exercer o poder político do Rio Grande do Sul com mais autonomia.


Fonte Imagem:
http://www.apcefrs.com.br/rs/guerra1.jpg

Texto enviado às 21:42 - 20/09/2008
Autor: Júlia Segatto Streck


Este artigo está licenciado sob a GNU Free Documentation License.






[ Pesquisa escolar lida 37808 Vezes - Categoria: História ]


Leia também! Assuntos relevantes.

As Guerras Médicas
As chamadas Guerras Médicas aconteceram durante os séculos VI e V a.C. Essas batalhas envolveram a civilização persa, que na época passava por um proc...
Lido: 2103 Vezes

Frutas típicas da região do nordeste
A região nordeste do Brasil é formada pelos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Tod...
Lido: 2738 Vezes

Panda Gigante
Seu nome científico é Ailuropoda melanoleuca da ordem dos Carnivora (Carnívoros) e da família Ursidae (Ursos). O panda-gigante é um hóspede muito raro...
Lido: 9146 Vezes

Estatização da empresa de transmissão de energia na Bolívia
O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou aquilo que chamou de presente ao povo boliviano: a nacionalização da empresa elétrica TDE. Essa empresa...
Lido: 3034 Vezes

Geologia
O que é a Geologia? Geologia é a ciência que estuda a Terra. Parece muito amplo, não? E realmente é, trata-se de uma das mais abrangentes ciência...
Lido: 8206 Vezes

Fonologia
A fonologia é a área da linguística que estuda os sons emitidos num idioma. O objetivo do estudo dos sons de uma língua é apresentar as peculiaridades...
Lido: 2646 Vezes

Animais em extinção região sudeste
A região Sudeste do Brasil concentra o maior número de mamíferos, anfíbios e répteis ameaçados de extinção. A área que tem mais espécies ameaçadas é a...
Lido: 7133 Vezes

Biomassa - Energia Alternativa
Cálculos preliminares demonstram que o bagaço de cana, subproduto da usina de açucar e da destilação do álcool referente a safra paulista de 2003, est...
Lido: 7013 Vezes

Paleontologia
Paleontologia é o estudo da vida animal e vegetal referente à era pré-histórica. Ele é realizado através da classificação de fósseis pertencentes ...
Lido: 15185 Vezes

Energia nuclear
O que é? Os átomos de alguns elementos químicos apresentam a propriedade de, através de reações nucleares, transformar massa em energia. Esse princíp...
Lido: 20142 Vezes

Estudantes Online | Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Sendo um veículo de comunicação, não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2014 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados