Revolução Comercial

A Revolução Comercial ocorreu no mundo entre os séculos XVI e XVIII. Trata-se de um período de grande crescimento econômico e surgimento da tendência capitalista no mundo. O movimento começou na Europa e foi marcado pelo mercantilismo.

A fase de desenvolvimento do comércio mundial transformou a economia da Europa e de outros continentes. Nesse momento, a moeda se tornou o principal meio de troca e acúmulo de riquezas. Todas as transações comerciais passaram a ser monetizadas, ou seja, passaram a usar o dinheiro.

Este período marcou também o fim das trocas entre produtores e colocou a produção de subsistência em segundo plano. O foco da Revolução Comercial era atender à demanda dos mercados consumidores. Com isso, surgiram as companhias mercantis, que começaram a usar a contabilidade e os novos métodos de comercialização dos produtos, como o pagamento com moedas e as cartas de crédito.

Levando sacas de alimentos

A Revolução Comercial também contou com um grande avanço da mineração e da exploração de ouro e prata. Esse movimento fez com que muitos mineradores começassem a explorar as minas da Índia e da África.

A navegação e o comércio marítimo também se tornaram frequentes. Para que esse comércio fosse cada vez mais vigoroso e lucrativo, os navegadores passaram a melhorar a cartografia e a estrutura de suas embarcações.

A Revolução Comercial expandiu o comércio no Oriente, melhorou o saldo comercial dos países, favoreceu o colonialismo, o protecionismo e, mais tarde, a industrialização. Novas tecnologias foram criadas para dinamizar a produção agrícola e industrial e para otimizar a exploração de minérios.

As mercadorias passaram a circular com mais intensidade e facilidade, e as grandes navegações permitiram um crescimento no comércio de alguns produtos específicos, principalmente das especiarias. As técnicas contábeis também evoluíram muito durante a Revolução Comercial.

Nesse momento histórico, o eixo econômico do mundo passou a ser o Oceano Atlântico. O surgimento do mercantilismo mudou definitivamente a forma como as pessoas faziam negócios. Ao mesmo tempo, essa revolução deu origem a uma nova classe social, a chamada burguesia.

O capitalismo comercial, a forma de explorar a mão de obra e as relações econômicas se transformaram em esfera mundial. Os países passaram a se preocupar com a manutenção de uma balança comercial favorável.

Com a Revolução Comercial, foi possível estabelecer as bases do capitalismo e, posteriormente, dar origem à Revolução Industrial. Os principais resultados da Revolução Comercial foram:

  • O acúmulo de metais preciosos;
  • O surgimento e ascensão da burguesia;
  • O surgimento do capitalismo e do mercantilismo;
  • O aumento dos preços dos produtos;
  • Surgimento do sistema bancário e evolução da contabilidade;
  • Maior controle estatal;
  • Surgimento das companhias mercantis;
  • Busca por uma balança comercial positiva;
  • Exploração colonial;
  • Exploração da mão de obra escrava.

Leia também! Assuntos relevantes