O Leopoldo II nasceu em Bruxelas, na Bélgica, no dia 9 de abril de 1835 e morreu no dia 17 de dezembro de 1909, e foi o segundo Rei dos Belgas e também foi coroado príncipe da Bélgica, duque de Saxe, duque de Saxe-Coburgo e Gotha, duque de Brabante e ainda foi condecorado com o título de Soberano Livre do Congo entre os anos 1884 a 1908.

Ele foi o segundo filho do rei Leopoldo I, sucedendo o seu cargo no ano de 1865. Era irmão da Imperatriz Carlota do México e também era primo-irmão da rainha Vitória do Reino Unido, sendo assim por parte de sua mãe Luisa d’Orleans, e ainda neto de Luís Felipe I da França.


Sua História

Leopoldo II era o segundo filho do Rei Leopoldo I da Bélgica, fruto do segundo casamento de sue pai, que já havia tentado se manter em matrimônio mas não conseguiu por motivos de força maior, já que sua antiga esposa Carlota de Gales, que era filha do Rei Jorge IV do Reino Unido, morreu quando estava dando a luza ao primeiro filho do casal, que também faleceu junto com a mãe.

Foto do Rei Leopoldo II

Ele conseguiu chegar ao poder mesmo sendo o segundo filho do casal da realeza, por que o primogênito da família, seu irmão que seria o mais velho teria morrido com apenas 10 meses de vida, cerca de um ano antes de Leopoldo nascer, e seu nome era Luís Filipe. Seu terceiro irmão, o mais novo, se chamava Filipe e seria o pai do futuro Rei Alberto I da Bélgica.

Leopoldo se casou no dia 22 de agosto de 1853 no mesmo local que nasceu com a Arquiduquesa Maria Henriqueta da Áustria, e com ela teve quatro filhos:

  • Luísa Maria da Bélgica – 18 de fevereiro de 1858 a 1 de março de 1924
  • Leopoldo que seria o Duque de Brabante – 12 de junho de 1859 a 22 de janeiro de 1869
  • Estefânia da Bélgica – 21 de maio de 1864 a 23 de agosto de 1945
  • Clementina da Bélgica – 30 de julho de 1872 a 8 de março de 1955


Polêmicas

No seu reinado o Rei Leopoldo II se envolveu em diversas polêmicas, uma delas seria o regime que instaurou na colônia africana conhecida como o Estado Livre do Congo, que ficou considerado como um dos escândalos nacionais mais infames que se passou entre a virada do século XIX para a chegada do século XX.

A polêmica se devia ao fato de ele ter sido o responsável máximo pela matança de vários moradores do local quando estava ocorrendo a expedição da coleta de borracha de 1903, na ocasião um belga subordinado do Rei matou cerca de 122 congoleses a sangue frio com vários tiros.

Outra coisa que gera polêmica na história do Rei Leopoldo II são rumores que indicam que ele seria frequentador de uma casa de sadomasoquismo chamada “Rose Cottage”, de Mary Jeffries localizada em um subúrbio de Londres, mais precisamente em Hampstead.

Outro caso seria que ele tinha sido pai de dois filhos fora do casamento com Blanche Zélia Joséphe Delacroix também chamada comumente de Caroline Lacroix. Eles se conheceram em 1899 quando a jovem só tinha 16 anos e o Rei Leopoldo já era sexagenário.

Ainda sobre polêmicas, ele foi vítima de uma tentativa de assassinato no dia 15 de novembro de 1902, o anarquista chamado Gennaro Rubino, de origem italiana, tentou matá-lo no final de uma cerimônia em memória de um ente real falecido. O criminoso foi preso imediatamente, errando os três tiros que tentaram tirar a vida do Rei Leopoldo II naquele dia.

Leia também! Assuntos relevantes