Raul Bopp foi um poeta, jornalista, cronista e diplomata brasileiro. Ele teve protagonismo no movimento modernista no Brasil. O poeta nasceu em Vila Pinhal (Rio Grande do Sul), no dia 4 de agosto de 1898.

Além do modernismo, o poeta também fez parte do movimento chamado de Pau Brasil. O escritor deixou uma vasta e excelente obra de prosa e poesia.

Ao lado de Oswald de Andrade e Cassiano Ricardo, Raul Bopp contribuiu muito para a construção de uma identidade nacional através da literatura.

Foto do Raul Bopp

Vida e obra de Raul Bopp

Raul Bopp era amigo de importantes artistas brasileiros, como Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral. Juntos, eles participaram da Semana de Arte Moderna, em São Paulo. Bopp lançou um dos mais importantes livros do Movimento Antropófago do Brasil, chamado de Cobra Norato.

Raul Bopp fez parte do grupo que formou a Primeira Geração do Modernismo. Descendente de alemães, o poeta viveu com sua família no sul do Brasil. Antes de ser escritor e diplomata, ele trabalhou como pintor e caixeiro viajante. Sua trajetória como escritor começou em 1917, quando ele fundou os semanários “O Lutador” e “Mignon”.

Em 1918, Raul Bopp entrou para a Faculdade de Direito de Porto Alegre. Em 1920, ele fez uma longa viagem pela Amazônia. Esse período foi muito importante para a sua obra e estilo de escrita.

Em 1926, viajou para São Paulo, onde conheceu Plínio Salgado, Menotti del Picchia, Cassiano Ricardo, Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral. Foi nessa época que ele passou a fazer parte do Movimento Antropofágico.

Em 1931, o poeta lançou o poema narrativo “Cobra Norato”, que teve sua viagem à Amazônia como fonte de inspiração. Trata-se de uma obra épico-dramática, com conteúdos de aventura. Lançou também as obras Urucungo, Poemas Negros e Poesias.

Raul Bopp trabalhou como diplomata e jornalista em Los Angeles, na Suíça, no Rio de janeiro, Brasília e Porto Alegre. Entre suas obras, destacam-se alguns artigos e registros de memórias, como Os Movimentos Modernistas, Vida e Morte da Antropofagia e Memórias de um Embaixador.

Raul Bopp morreu no Rio de Janeiro, em 2 de junho de 1984, aos 85 anos de idade. Seu legado literário também deixou outras obras importantes, como América, Notas de um Caderno sobre o Itamaraty, Bopp Passado a Limpo por Ele Mesmo, Longitudes e Mironga e Outros Poemas. O escritor foi agraciado, no ano de 1977, com o Prêmio Machado de Assis.

Leia também! Assuntos relevantes