Chamamos de progesterona um hormônio esteróide que passa a ser produzido a partir da idade em que se entra na puberdade pelo corpo lúteo, além da placenta durante o período da gestação. Trata-se do segundo hormônio feminino, que é produzido nos ovários principalmente. Durante o processo de ovulação, os óvulos se encontram dentro de uma bola de líquidos bastante pequena que é denominada folículo. Este produz o estrogênio, que é um hormônio básico feminino. O estrogênio é o hormônio responsável pelo aspecto físico do corpo feminino.

Depois que há a liberação do óvulo, este mesmo folículo passa a produzir progesterona, que é o hormônio que prepara a mulher para o período gestacional, além do período de amamentação.


Funções

O hormônio chamado progesterona é responsável, portanto, pelo preparo da mulher para a gestação e para o aleitamento, além de preparar todo o organismo feminino para o período da gravidez. Este hormônio é, portanto essencial para a manutenção da gestação. Sua principal função, entretanto, é preparar a membrana mucosa do útero para o recebimento do óvulo, além de, ainda, estimular as mamas para a produção de leite. A progesterona, entretanto, não atua como uma forma de determinação das características sexuais feminina, ao contrário do estrogênio.

A progesterona é um hormônio essencial para o período menstrual, fecundação, transporte e implantação do óvulo fertilizado, assim como manutenção da gestação e da lactação.


Testosterona x progesterona

Enquanto a progesterona é o principal hormônio feminino, a testosterona é o principal hormônio masculino. Ambos, entretanto, atuam na reprodução humana, sendo, portanto, conhecidos como hormônios sexuais. Assim como a progesterona é responsável pelos traços femininos, a testosterona é responsável pelos traços marcantes masculinos, envolvendo, inclusive, os pelos corporais e a maior incidência de massa muscular.


Progesterona e os anticoncepcionais

Algumas substâncias são capazes de imitar a ação do hormônio em questão, objetivando a combinação com estrogênios sintéticos para a fabricação de anticoncepcionais orais, além da reposição hormonal.

Quando combinado com os estrogênios em anticoncepcionais orais, é responsável pela inibição da ovulação, o que previne a maturidade folicular, uma vez que está inibindo a secreção de gonadotropinas pela hipófise.


A progesterona e a gestação

Podemos dizer que a progesterona é hormônio que possui a responsabilidade de manutenção e sustentação do feto no útero, e por estimular, durante as primeiras duas semanas da gestação, as glândulas da trompa de falópio e o endométrio, que secretam nutrientes essenciais para o zigoto. É também a partir dele que as contrações uterinas são inibidas de forma a impedir que haja um aborto, protegendo, portanto, o feto de uma rejeição por parte do corpo da mãe.

Leia também! Assuntos relevantes