Preconceito Racial

Preconceito Racial

Por

O preconceito racial, ou popularmente o racismo, é um problema social enfrentado no mundo inteiro. Trata-se de uma idéia estabelecida sem fundamento de que uma raça ou etnia humana é pior que a outra. Esse conceito normalmente é difundido na sociedade dominante, entre as pessoas mais próximas e que formam nossos conjuntos de valores.

As etnias dos seres humanos variam de acordo com características físicas e culturais. Negros, japoneses, brancos e índios, por exemplo, possuem características físicas peculiares e culturais próprias devido à história.

O preconceito está em acreditar ou manifestar que determinada etnia pode ser prejudicial à outra. Não conseguir harmonizar, respeitar e principalmente conhecer para depois avaliar.

No Brasil, o problema é crônico, embora seja mascarado. Há uma falsa idéia de que o país está aberto a todos do mundo. Aqui todos são bem-vindos e bem tratados. Até mesmo o logo do Governo Federal pode ser interpretado dessa maneira: “Brasil, um país de todos”.

Isso é mentira. Por resultado do massacre que foi a escravidão e dos problemas sociais enfrentados até hoje, os negros e seus descendentes sofrem preconceito direto. Quem nunca manifestou insegurança simplesmente por cruzar com um negro por uma rua vazia à noite? É o preconceito estabelecido de que todo negro é perigoso.

O problema vai além dos negros. Muita gente não vai muito com a cara dos bolivianos que ficam tocando suas músicas nas praças do país e vendendo seus CDs. Os coreanos, principalmente aqueles da rua 25 de março, que vedem produtos piratas, também não são muito queridos ( embora eles sejam mal educados). Os nigerianos, que são considerados traficantes. E assim existe um conceito para os chineses, japoneses, etc...

Acabar com o preconceito é ter o trabalho de conhecer a pessoa, a raça, sua cultura, para depois avaliar ou manifestar um julgamento. Porém, o ideal, seria aceitar a cultura do outro e suas características, mesmo que sejam diferentes. O conceito é integrar, e não desunir.

Juliana Miranda - Equipe do GrupoEscolar.com

Leia também! Assuntos relevantes