Polinômios e equações polinomiais

Polinômios e equações polinomiais

Por

Na evolução da matemática, os grandes estudiosos sentiram a necessidade de calcular raízes de equações e analisar profundamente as funções. Para atingir um avanço significativo nos cálculos, surgiram os polinômios e as equações polinomiais.

Essas descobertas foram feitas no século XVI, por matemáticos italianos. Eles desenvolveram fórmulas que ofereciam as bases para o cálculo de soluções exatas de equações polinomiais de terceiro e quarto graus.

Com o avanço dos tempos, as equações de primeiro e segundo grau também se tornaram fundamentais para os estudos matemáticos. Essa introdução sobre a evolução da matemática foi feita para falarmos especificamente das equações polinomiais, que são equações com uma variável, onde x é a incógnita, n é o grau da equação e a_k são os coeficientes, ou números reais.

Para resolver esse tipo de equação, precisamos encontrar os elementos x\ que tornam a equação verdadeira, também conhecidos como soluções ou raízes da equação polinomial.

Características das equações polinomiais

Toda equação polinomial pode ser fatorada em binômios de primeiro grau. A equação polinomial também é chamada de equação algébrica. Nessa equação de forma p(x) = 0, o elemento p(x) é um polinômio.

Dizemos que as raízes da equação polinomial formam o conjunto solução da equação. As equações de grau 1 e 2 apresentam uma metodologia mais simples de resolução, enquanto as equações com grau de polinômios 3 ou 4 são mais complexas.

As funções polinomiais são muito importantes para a matemática, e constituem uma parte fundamental da formação dos estudantes nessa área da ciência exata.

Leia também! Assuntos relevantes