Os ostrogodos eram um povo que viva na região da Escandinávia. Eles faziam parte dos godos, povo germânico que, inicialmente, era unificado, mas que depois se dividiu em visigodos e ostrogodos.

Na verdade, os ostrogodos eram chamados de godos do leste. O reino ostrogodo se estendia do Mar Negro até o Báltico. Os ostrogodos também viveram na Panônia e na Itália.

Os ostrogodos são citados na obra “A origem e as façanhas dos Godos”, do historiador do Século VI, Jordanes. Segundo a obra, os godos surgiram nas regiões meridionais escandinavas.

Uma curiosidade é que os ostrogodos só usavam espadas curtas e escudos redondos em suas batalhas. Esse povo era extremamente fiel a seus reis e superiores.

Os ostrogodos foram governados pelo rei Vitimiro. O povo ostrogodo teve seu ápice no século 3, quando formou um grande império na região norte do mar Negro. Já no século 5, o reino ostrogodo começou a entrar em decadência. Esse império começou a perder força graças aos ataques hunos e do Império Bizantino.

Os ostrogodos eram considerados um povo bárbaro. Eles se organizavam em aldeias rurais e praticavam o cultivo de cereais, como trigo, feijão, ervilha e cevada.

Na vestimenta, os ostrogodos usavam o couro. Eles criavam gado e aproveitam a carne e o leite em sua alimentação. Além disso, realizavam saques de mantimentos de outros povos.

Os ostrogodos tinham uma cultura guerreira e uma religião politeísta. Esse povo adorava Odin, seu principal líder, e acredita em vida após a morte.

Leia também! Assuntos relevantes