Os Sentidos dos Seres Humanos

Os Sentidos dos Seres Humanos

Por

OS SENTIDOS
O Relacionamento com o Ambiente e com os Outros Seres
Os cinco sentidos básicos que nos permitem uma verdadeira vida de relação com o ambiente são: a visão, a audição, o olfato, o paladar e o tato.


Para a percepção dos sentidos são necessárias três estruturas:
--> Receptores: estruturas que recebem o estímulo;

--> Condutores: nervos que conduzem ao cérebro os impulsos nervosos;

--> Transformadores: centros nervosos do córtex cerebral que transformam o impulso nervoso em percepção.


A Visão
Os olhos são os órgãos especializados para a percepção da luz, conseqüentemente, da visão.


Cada globo ocular é formado por 3 camadas:
--> Esclerótica: de cor branca, é formada por tecido conjuntivo fibroso. Na parte anterior do olho, torna-se muito fino, transparente e delicado, formando a córnea.

--> Coróide: também formada de tecido conjuntivo. Suas células são muito pigmentadas, fornecendo a cor do olho. A parte visível através da córnea recebe o nome de íris, em cujo centro existe um orifício circular que é a pupila. A íris possui fibras musculares lisas ao redor da pupila que controlam seu diâmetro de acordo com a intensidade da luz.

--> Retina: envoltório mais interno. Tem estrutura nervosa composta por neurônios muito especializados. Na parte posterior do olho existe uma depressão, a mácula-lútea, onde a luz deve ser projetada. Os cones são os neurônios que distinguem as cores e os bastonetes são neurônios que só captam o preto e o branco.



Além dessas camadas, o olho apresenta vários meios transparentes:
--> Córnea. Parte transparente da esclerótica.

--> Humor aquoso: situado abaixo da córnea, na câmara anterior.

--> Cristalino: com aspecto de lente biconvexa é sustentado por músculos que o alongam ou curvam, acomodando e focalizando os raios luminosos sobre a mácula-lútea.

--> Humor vítreo: meio espesso que preenche a câmara posterior, localizada atrás do cristalino e preenchendo o interior do globo ocular.


A formação da imagem na retina segue as seguintes etapas:
- controle da entrada de luz pelas variações do diâmetro da pupila;

- acomodação do cristalino pela ação dos músculos;

- projeção da imagem na mácula-lútea;

- irritação dos cones e bastonetes pela decomposição dos pigmentos fotossensíveis.


A Audição
O órgão receptor da audição é o ouvido.


Ele se compõe de 3 partes:
--> Ouvido externo: compreende o pavilhão da orelha e o canal auditivo externo, onde existem células produtoras do cerume.

--> Ouvido médio: separado do ouvido externo pela membrana do tímpano, apresenta uma câmara com 3 ossinhos, o martelo, a bigorna e o estribo, que recebem e conduzem as vibrações do tímpano. Comunica-se com a faringe através da trompa de Eustáquio, que permite o controle da pressão interna do ar.

--> Ouvido interno: é chamado de labirinto. Divide-se em duas partes, o vestíbulo e o caracol ou cóclea. No vestíbulo existe uma dilatação – o utrículo – que sustenta três canais semicirculares. O interior desses canais é preenchido por um líquido contendo minúsculas pedrinhas de carbonato de cálcio, os otólitos. Ao mover a cabeça, a posição dos otólitos se modifica, o que nos dá a sensação de posição e equilíbrio. A cóclea é a parte responsável pela audição, ela transforma impulsos sonoros em impulsos elétricos (nervosos).


A Olfação
Localizada na mucosa pituitária olfativa que reveste o interior das fossas nasais, é a capacidade de perceber e distinguir os cheiros.

As moléculas ou partículas odoríficas do ar são captadas pelas células receptoras que transmitem o impulso ao cérebro.


A Gustação
O paladar ou gustação é o sentido que nos permite perceber e distinguir os sabores e fica localizado na língua.


As estruturas receptoras são as papilas linguais que se dividem em:
--> papilas táteis (filiformes)

--> papilas gustativas.


As papilas gustativas são de dois tipos:
--> Caliciformes: em forma de cálice; grandes; situadas na parte posterior da língua, formando o V lingual. Percebem melhor o sabor amargo.

--> Fungiformes: com formato de fungo; muito pequenas; espalhadas por toda a face superior e porções laterais da língua. Percebem os sabores doce, salgado e azedo.



O Tato
Capacidade de perceber o contato sobre a pele, a dor, o calor e a pressão.

Na estrutura da pele e das mucosas ficam localizados os receptores do tato:

--> Terminações Nervosas Livres: percepção dos estímulos dolorosos.

--> Corpúsculos de Meissner: distinguem o tato propriamente dito (contato leve).

--> Corpúsculos de Pacini ou Vater-Pacini: percebem a pressão profunda.

--> Corpúsculos de Krause: percebem a sensação de frio.

--> Corpúsculos de Ruffini: distinguem as variações de quente.



Autor: Amara Maria Pedrosa Silva
Fonte: http://www.aprendaki.webcindario.com/textos/fisiologia.htm
Licença: Creative Commons License

Leia também! Assuntos relevantes