Os principais grupos vegetais

Os principais grupos vegetais

Por

Apesar de fazerem parte do mesmo reino, as plantas podem ser divididas em grupos e subgrupos, sempre levando em consideração algumas de suas características semelhantes. Os grupos são dois: Criptógamas e Fanerógamas.

O primeiro tem um nome em latim que significa gameta escondido e esta é a principal característica em comum em todas as plantas do grupo. Ou seja, possuem um sistema reprodutivo não muito visível.

Entre alguns exemplos de plantas do grupo das criptógamas podemos citas os musgos e as samambaias.

O grupo das criptógamas, por sua vez, também é dividido em dois subgrupos, o das briófitas e das pteridófitas. As plantas pertencentes ao subgrupo das briófitas geralmente apresentam tamanho pequeno e não possuem vasos que são especializados na condução de seiva.

Por outro lado, as plantas do subgrupo das pteridófitas conseguem alcançar grandes tamanhos e possuem canais específicos encarregados na condução da seiva por toda a planta. As pteridófitas também são chamadas de vasculares por este motivo.

As plantas do grupo das Fanerógamas são diferentes. O nome do grupo, também em grego, significa gametas visíveis e é a principal característica que une as plantas. Elas também são conhecidas como plantas espermatófitas e possuem seus sistemas reprodutores expostos. Outra característica importante das plantas do grupo das Fanerógamas é que elas produzem sementes.

Entre alguns exemplos de plantas deste grupo podemos citar os pinheiros, as roseiras, árvores frutíferas, etc.

Da mesma forma como o grupo das criptógamas, as plantas do grupo das fanerógamas também podem ser divididas em dois subgrupos diferentes: as angiospermas e as gimnospermas.

As angiospermas possuem sementes que ficam localizadas dentro de seus frutos. Os frutos das angiospermas originam-se a partir do desenvolvimento do próprio ovário das flores. As angiospermas são consideradas as plantas mais modernas que conhecemos e também são o maior grupo conhecido. O Pinheiro-do-Paraná e o Ginko Biloba são exemplos de plantas fanerógamas e angiospermas.

As gimnospermas são plantas que possuem sementes, mas não possuem frutos. Elas costumam apresentar tamanhos diversos e podem ser encontradas na forma de árvores ou de arbustos. Um dos exemplos mais comuns de gimnospermas é o pinheiro de natal.

Leia também! Assuntos relevantes