O Reino Protista

O Reino Protista

Por

O Reino Protista é bastante complexo e engloba espécies de algas e protozoários. Estima-se que existam mais de 40 mil espécies desse grupo descritas pela biologia.

Os grupos de maior relevância são, sem dúvida, as algas unicelulares e pluricelulares e os protozoários. Entre as características que marcam o Reino Protista, podemos citar que todos os seres pertencentes a este grupo são eucariontes. Isso significa que eles possuem uma célula com núcleo bem definido e que guarda o material genético (DNA).

A célula eucariótica tem extrema importância para os protozoários, pois é responsável por realizar funções desempenhadas por tecidos, órgãos e sistemas em seres pluricelulares.

O Reino Protista é composto, de uma maneira geral, por organismos unicelulares (uma só célula), autótrofos e heterótrofos, entre eles as algas inferiores, como as euglenófitas e crisófitas.
Estes seres possuem cílios ou flagelos para a locomoção e são adaptados para o seu modo de vida, seja como parasita ou como um organismo livre.

O Reino Protista tem grande importância na biologia e, por isso mesmo, o conhecimento sobre estes seres é bastante cobrado em vestibulares e no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).


Confira algumas informações essenciais sobre o Reino Protista:

1 – No grupo das algas, o reino protista pode ser dividido em três subgrupos, que são: as Crisófitas (algas douradas), as Euglenófitas (algas esverdeadas) e as Pirrófitas (algas avermelhadas).

2 – Os protozoários estão presentes em todos os tipos de ambientes. Eles são seres primitivos do planeta Terra e já foram encontrados fósseis de protozoários da Era Proterozoica.

3 – A locomoção dos protistas acontece por pseudópodos, flagelos ou cílios.

4 – Existem também os protozoários que não são capazes de se locomover. Estes recebem o nome de Esporozoários.

5 – Espécies que fazem parte do Reino Protista são: o plasmódio, a ameba, o tripanossomo, o paramécio, entre outros.

Leia também! Assuntos relevantes