O que um Psiquiatra, Psicólogo, Psicanalista e Psicoterapeuta fazem?

O que um Psiquiatra, Psicólogo, Psicanalista e Psicoterapeuta fazem?

Por

As pessoas estão cada dia mais estressadas. Seja pela correria do dia a dia, por problemas pessoais, descontentamentos, problemas neurológicos e muitos outros motivos podem desencadear uma série de sintomas prejudiciais à saúde. A cada época surgem novos e diferenciados tratamentos para sanar estes problemas neurológicos e tratar pacientemente cada pessoa que passa por este tipo de situação.

Há muitos profissionais atualmente que se especializam e se dispõe diariamente aos cuidados deste tipo de público. Porém, por conta da grande quantidade de formações e disseminações da área da saúde, é muito complicado sabermos definir qual é o especialista correto para cuidar de nossas necessidades. Cada profissional busca a especialização específica em sua área de formação, de maneira que possam melhor compreender o comportamento humano e desenvolver melhores tratamentos para tais enfermidades.

Você sabe qual é a diferença entre um psiquiatra, um psicólogo, um psicanalista e um psicoterapeuta? Então continue a ler esta matéria para melhor compreender estas diferenças.


PSIQUIATRA

Com formação principal em medicina e com a psiquiatria como especialização, o psiquiatra tem o objetivo de tratar qualquer doença mental que foge do nível normal, como psicose e depressão. Este profissional pode prescrever medicamentos aos seus pacientes (quando houver a necessidade), como antidepressivos e alguns psicofármacos, diferente dos psicólogos. O psiquiatra utiliza um sistema de diagnóstico que se baseia em documentos como o DSM-IV – Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais e o CID10 – Código Internacional de Doenças. Os estudos para a formação deste profissional envolvem a psicofarmacologia, a neurologia e estudos direcionados a alguns transtornos específicos.


PSICÓLOGO

A psicologia é uma palavra de origem grega, que significa “estudo da alma” ("psique" = alma e "logos" = estudo, razão). O psicólogo possui formação acadêmica em psicologia, concluída em até quatro anos. Este profissional aprende, durante seu curso, a identificar os processos mentais dos seres humanos (como o pensar, o agir, o sentir) e seus devidos comportamentos. Na área da psicologia, o profissional pode se direcionar para clínicas, atendimentos esportivos, sociais, educacionais, organizacionais e muito mais; além de participar de pesquisas voltadas a comportamento humano. O profissional de psicologia é autorizado a realizar psicodiagnósticos, orientações e psicoterapias, podendo atuar somente após a realização de seu registro no Conselho Regional de Psicologia; porém, este não é autorizado a receitar médicos aos seus pacientes. As linhas de pensamento desta área são inúmeras, como o Gestalt, Estruturalismo, Funcionalismo, Psicologias analíticas e transpessoais, humanismo, Behaviorismo, dentre várias outras.


PSICANALISTA

A psicanálise é um estudo de complementação para médicos ou psicólogos, criado pelo médico austríaco Sigmund Freud (1856 – 1939) e embasado em teorias de outros grandes nomes, como Carl Yung (1875 – 1961) e muito mais. Este método terapêutico utiliza como base as teorias de personalidade e outros métodos de tratamentos, para tratar problemas específicos que não são compreendidos pelos profissionais de psiquiatria e psicologia. O estudo da psicanálise compreende conteúdos inconscientes de expressões como as ações, pensamentos, palavras e material imaginário dos seres humanos, tudo isto baseado na transferência e associações livres. Por meio da psicanálise, é possível descobrir os traumas, medos, fobias, transtornos, desejos e complexos mais reprimidos do paciente, auxiliando-o de maneira não invasiva a encontrar a solução de seus problemas e aflições. Como resultados, o paciente que participa de sessões de psicanálise apresenta melhor autocontrole sobre seus pensamentos e ações, além do autoconhecimento e mudanças diárias de suas atitudes corriqueiras.


PSICOTERAPEUTA

O psicoterapeuta é um profissional que se especializou nesta área, porém possui a psicologia como formação acadêmica. Este psicólogo clínico atende individualmente ou em grupo por meio de uma mediação verbal, que conduz o paciente conscientemente a questões de sua vida como algumas dificuldades emocionais (como traumas, sensibilidades afloradas, problemas com grandes decisões, dificuldades em se relacionar, choro muito fácil, dentre outros), dificuldades cognitivas (como pensamentos depressivos, ansiedade, dentre outros), dificuldades comportamentais (fobias, medos, timidez, compulsão alimentícia, vícios em álcool ou drogas, dentre outros) e muito mais questões que abrangem restrições neurológicas nas pessoas. O paciente deve estar ciente de que este profissional possui sigilo total sobre todo o assunto tratado dentro do consultório, de maneira que a fluidez das sessões seja feita da melhor forma possível e que possa transmitir ao paciente toda a confiança e certeza de resultados positivos posteriormente.

Leia também! Assuntos relevantes