O que são Alelos Múltiplos?

Entenda o conceito de alelos múltiplos!

Antes de falar sobre o conceito de alelos múltiplos, é importante dizer que alelo é cada uma das formas de um gene, presente em um locus de um cromossomo. Os alelos são representados por uma sequência de nucleotídeos nos genes. Quando um alelo passa por mutação, ele pode resultar em um tipo diferenciado de fenótipo.

Sendo assim, alelos múltiplos são compostos por genes com várias formas alélicas. Na biologia, afirma-se que os alelos podem determinar um caráter de uma população. Vale dizer também que seres diploides contam com dois alelos advindos de cada gene, um da mãe e um do pai. E quando ocorrem alelos múltiplos, a variabilidade genética aumenta.


Entendendo o conceito de alelos múltiplos

Os alelos múltiplos, também conhecidos como polialelia, caracterizam uma condição na qual um gene, ou genótipo, conta com três ou mais alelos. É uma condição diferenciada, pois o mais comum é a presença de apenas dois alelos em um lócus cromossômico, que é o endereço do gene, responsável por determinar características específicas, ou fenótipos.

Os genes alelos são encontrados em cromossomos homólogos. A característica dos alelos múltiplos é encontrada como herança genética em parte de uma população animal ou vegetal, determinando um caráter.

Os alelos múltiplos podem determinar, entre outras coisas, a cor da pelagem de coelhos ou os grupos sanguíneos ABO nos seres humanos. Outras manifestações genéticas também podem ser determinadas pela presença de múltiplos genes alelos, como, por exemplo, a cor albina. Esse tipo de ocorrência pode ser explicado por uma coexistência polialélica ou processos de mutação genética.

pelagem, coelhos

Nos seres humanos, o sistema ABO é um caso específico de alelos múltiplos, que ocorre de forma dominante e recessiva, em que os alelos IA, IB e i podem definir 4 tipos sanguíneos, classificados como O, A , B, e AB. Nestes casos, existe uma relação de dominância.

Leia também! Assuntos relevantes