O que é manufatura?

Do latim manu, que significa mão e factura, que significa feitio, a palavra manufatura é usada para descrever a transformação que sofrem algumas matérias primas para que sejam feitos outros produtos para a comercialização. O termo, em si, manufatura, refere-se ainda a uma imensidão de atividades humanas, que vão desde o artesanato até altas tecnologias. É, entretanto, mais usado para referir-se à produção industrial, na qual as matérias primas são transformadas, em outras palavras, em bens acabados em grande escala.

Podemos, portanto, qualificar um conjunto de indústrias como manufatureiras. Entre elas, temos a indústrias de calçados, moveleira, confecção, automobilística, química, elétrica, eletrônica, alimentícia, mecânica e aeronáutica. São todos os sistemas econômicos que apresentam fabricação, e na economia capitalista, ela é normalmente dirigida à elaboração de diversos produtos comercializados objetivando o lucro.

Na modernidade, é incluso, de uma forma geral, o processo intermediário que envolve a produção e a integração dos componentes de um produto. Apesar do nome ser oriundo da produção com as mãos, o processo pode ser, além de manual, a partir da utilização de maquinário, cuja melhor utilização é oriunda da técnica da divisão do trabalho, onde cada trabalhador e maquinário passa a desenvolver apenas uma parte do projeto final, economizando, dessa forma, movimentos, repercutindo, portanto, em maior velocidade de produção.

Essa evolução da manufatura, passando a utilização de maquinário, ficou conhecida como maquino fatura, sendo movimentada, no início, a partir da introdução de motores a vapor, responsáveis por movimentar as máquinas que precisavam de força dos animais, ventos, água e, até mesmo da força humana. As máquinas foram responsáveis por trazer um grande aumento na produção em velocidade e volume.

Manufatura Industrial

Revolução industrial

A Revolução Industrial passou por essa evolução da manufatura, tendo início na Inglaterra, a partir da segunda metade do século XVIII. Durante esse processo, a manufatura passou a ser substituída pela maquinofatura, havendo, nesse momento, grandes investimentos em novas técnicas de produção e novas tecnologias. A partir dessa substituição das pessoas por máquinas, houve uma Revolução na produção de mercadorias, denominada Primeira Revolução Industrial. Nesse período, passou a haver divisão de trabalho, assim como especialização do trabalhador em uma área específica. A partir dos anos 1970, então, houve um grande e intenso desenvolvimento dos equipamentos eletrônicos, e foram essas descobertas que acabaram por introduzir no mercado novas técnicas de produção. Foi aí que começou a Terceira Revolução Industrial.

Leia também! Assuntos relevantes