O mal da vaca louca

O mal da vaca louca

Por

O mal da vaca louca é uma doença que se chama encefalopatia espongiforme bovina. Trata-se de uma doença neurodegenerativa que ataca o gado. A doença apareceu na Inglaterra por volta dos anos 80. Seu agente aptogenético é uma proteína chamada príon. Essa doença pode ser transmitida ao homem.

No gado, a doença apresenta sintomas de disfunção no Sistema Nervoso Central. A doença foi se alastrando nos anos 80, na Inglaterra, com muita rapidez. O auge da epidemia foi no ano de 1993, quando mais de 3 mil e quinhentos casos por mês foram registrados.

O animal doente apresentava falta de coordenação dos membros, dificuldade de locomoção e de se levantar, agressividade e nervosismo.

A razão da epidemia foi associada ao uso da farinha de carne e ossos na alimentação dos animais. Esse produto resulta na transformação industrial dos corpos de animais. É como transformar seres herbívoros em carnívoros, visto que a farinha é produzida com o resto de animais mortos por alguma doença degenerativa. Por isso, o governo britânico proibiu o uso de proteína desse tipo na alimentação. Enquanto isso, a população preocupada, voltou a defender a criação do gado de forma natural, no pasto, comendo capim e de forma orgânica.

Juliana Miranda - Equipe do GrupoEscolar.com

Leia também! Assuntos relevantes