O Contrato Feudo-Vassálico

O Contrato Feudo-Vassálico

Por

Durante o período feudal, em que a sociedade era caracterizada por extrema rigidez social, houve um momento de grandes invasões na Europa que criou um clima de insegurança. Essa situação fez com que os reis pedissem auxílio aos membros da nobreza e ao clero.

Foi nesse momento que surgiram os chamados contratos Feudo-Vassálicos, que criavam laços de dependência. O contrato funcionava da seguinte forma: os ricos menos poderosos punham à disposição dos grandes senhores seus exércitos e armas, em troca recebiam proteção e terras.

Assim, os menos poderosos se tornavam vassalos dos grandes senhores, os suseranos.

Esse tipo de acordo criava relações entre todos os membros da sociedade, como suseranos ou como vassalos.

Os contratos Feudo-Vassálicos eram definidos a partir de cerimônias de homenagem. Uma vez acordados, eles impunham obrigações e direitos tanto para vassalos, quanto para os suseranos.

No caso do vassalo, ele devia ser fiel ao seu senhor, garantindo a ele, inclusive, apoio econômico e militar. Em contrapartida, ele tinha o direito de receber os feudos, que poderiam ser terras ou cargos.

Já ao suserano, cabia a obrigação de dar proteção ao vassalo e sustentá-lo.

Juliana Miranda, Equipe do GrupoEscolar.com.