O ambiente escolar


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


O ambiente escolar

Por Josilene Queiroz Santos

O ambiente da escola – o ambiente na escola: uma discussão sobre a relação escola-natureza em educação infantil.
É importante verificar o que as escolas ensinam em termos de relações pessoa-ambiente. Por esta razão são analisados à presença da natureza no ensino infantil; analisando o ambiente físico, a ocupação e a pecerpção dos usuários. A escola é também responsável na transmissão de valores de uma cultura. Sendo que o meio físico contribui para a aprendizagem. A sala de aula, por exemplo, informam as expectativas quanto a ocupação. Cadeiras em círculos sugerem que ocorrerá uma discussão, carteiras enfileiradas espera-se uma aula expositiva, mesas próximas trabalho em grupo e assim por diante. Além disso, a mobília e as condições ambientais da sala de aula, podem refetir-se em outros fatores quanto a sociabibilidade dos usuários, seu desempenho acadêmico (Sommer, 1973), acarreta fatores como : resfriados, dores de cabeça e garganta, problemas de posturas, coluna, a maioria das vezes relacionados com o ambiente escolar.

Referindo-se ao contesto sócio-cultural de centros urbanos Brasileiros, Garcia (1996, p,25-26) argumenta que hoje a infância enfrenta todos os tipos de privações: sócio-econômica, afetiva, desestrutura familiar, problemas com espaço físico (diminuição do espaço da habitação e do contato com a rua), a da natureza (contato com elemento naturais , como, água, terra, plantas e animais).

Por meio de pesquisas realizadas com crianças e adolescente entre 5 a 15 anos, de diversas culturais, (Korpela, 2002), mostra que, quanto menor a criança, tem maior necessidade de ter contato com o ambientes naturais.

Grande parte do comportamento do indíviduo envolve com a interação com o espaço, desde de atividades simples como alimentor-se e vestir-se como atividades mais complexas.

É nesse meio que, ao estender a mão em busca do objeto, a criança adquire a noçaõ de distância. (...) É num espaço físico que a criança estabelece a relação com o mundo e com as pessoas (Lima, p,13).

De fato o papel do ambiente no desenvolvimento infantil, a literatura na área das relações pessoa-ambiente, deixa claro que a qualidade de vida da criança depende de compreender as relações com o ambiente e ecologico. Contribuam para a formação da identidade pessoal. (Gilmartin,1996; Gump,1974).

Por isso, é preciso está atento às características socio-fisícas do ambientes e às relações entre às crianças, garatindo a ela oportunidades com a natureza.

É importante salientar o papel da escola, pois é considerada um dos principais elementos do ambiente social da criança.

Mesmo numa pedagogia tradicional, a lousa, Pestalozzi alterou a concepção daquele espaço, criando um foco de atenção tanto o olhar dos estudantes quanto os esforços didáticos do professor.

Já Froebel , defendia o jogo, a psicomotricidade e a jardinagem como atividades a serem incentivadas, mas ele alertou para a integração escola-natureza, com espaço livres para as crianças.

O uso de material didático concreto e lúdico defendidos por Montessori,pediam salas de aula grandes, a fim de possibilitar uma disposição dos materiais que facilitassem as escolhas infantis.

Decroly valorizava o espaço exterior como fonte de saúde e contribuindo para a curiosidade e conhecimento/apredizagem. Para haver tal aprendizado , a escola tinha que dispor de área verde e animais.

O espaço fisíco deveria ser de preocupação , como disse , Oliveira (1998), (...) o projeto da escola, seja ela qual for, é elaborado prevendo espaços para trabalhos com determinados métodos. E os métodos não duram para sempre. Ficam absoletos e exigem reciclagem , o que nem sempre acontece com a mesma velocidade , com o espaço fisíco> ( Oliveira, 1998, p 25)

Nos últimos anos, vem aumentando a preocupação quanto a área verde, aos cuidados com a manutenção e equipamentos em geral. É bem aproveitado, pois a criança desenvolve a psicomotricidade de uma maneira mais prezerosa. Já grandes avanços aconteceram, mais há campo para melhorar.

A pesquisa realizada mostra que , em Natal, o ambiente das escolas infantil não tem sido adequadamente definido, planejado, o que pode dificultar na qualidade de vida das crianças, apresenta grandes problemas relacionados com desconforto ( temperatura, ventilação, iluminação e ruídos), e área verde mostra escassa. A necessidade mais ativa com o meio natural( sentar na areia, pegar em animais, molhar-se).


Considerações finais:
Acredito que esse problema apontado é geral, as escolas com pouca área verde, pouco espaço para as crianças brincar, sala de aula muito pequena , sem ventilação, quando uma criança aparece com uma doença , quase todas contraí a doença, muitas vezes, devido ao ambiente sem ventilação. Sem falar as quadras que não são cobertas; parques sem sombra...

O ambiente escolar mostra-se um exemplo da diferença entre a teória e a prática social. Nunca é tarde para nos conscientizar e endireitar em direção ao ideal de sustentabilidade sócio-ambiental e à qualidade de vida de nossas crianças.


Referências:
. Resenha, Grece Azambuja Elali, universidade do rio grande do norte
. Barker,R.G.( 1968). Ecological Psychology
.Elaili, G. A. ( 2002). Espaços para a educação infantil


Texto enviado às 10:39 - 15 de dezembro de 2010
Autor: Josilene Queiroz Santos

Licença: Creative Commons License





Saiba mais

Buscas relacionadas a O ambiente escolar em Pedagogia.


[ Pesquisa escolar lida 23096 Vezes - Categoria: Pedagogia ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Etec, Escola Técnica Estadual
A Etec – Escola Técnica Estadual de São Paulo, é mantida pelo governo do Estado e subordinada ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza. ...
Lido: 1831 Vezes

História da Educação
INTRODUÇÃO: Será analisado neste trabalho, os principais períodos da educação: com ínicio, o período jesuítico até os nossos dias. Abordaremos ain...
Lido: 39345 Vezes

O que é educação
O que é educação? "Pergunto coisas ao buriti; e o que ele responde é: a coragem minha. Buriti quer todo o azul, e não se aparte de sua água - carec...
Lido: 7795 Vezes

Reprovação escolar
Reprovação escolar? Não, obrigado. Vitor Henrique Paro Universidade de São Paulo - Faculdade de Educação Pouca coisa é tão cercada por equívocos, e...
Lido: 6747 Vezes

Gestão Escolar
A gestão escolar: Um campo minado... Análise das propostas de 11 municípios brasileiros Por Nora Krawczyk RESUMO A tendência atual das reform...
Lido: 15569 Vezes

Gestão Escolar 2
[Continuação] Organização da instituição escolar Para o estudo da organização da escola foram analisadas as principais características da proposta...
Lido: 13203 Vezes

Dia do Professor - 15 de Outubro
Como surgiu o Dia do Professor Tudo começou com um decreto imperial, de 15 de outubro de 1827, que trata da primeira Lei Geral relativa ao Ensino Ele...
Lido: 8115 Vezes

Música no Contexto Escolar
Por Josilene Queiroz Santos RESUMO O presente estudo tem por objetivo tratar de questões inerentes à importância da música no contexto escolar, bem ...
Lido: 50222 Vezes

Disciplina - Limites - Educação
Disciplina, limites e educação Todos conseguimos perceber que em poucos anos uma grande revolução foi feita cercada pela tecnologia. Mas ao mesmo tem...
Lido: 7608 Vezes

PEP (Programa de Educação Profissional)
O PEP é o Programa de Educação Profissional, uma iniciativa que foi criada em 2007 pelo governo do Estado de Minas Gerais. O objetivo do programa é of...
Lido: 976 Vezes

Sugestão de Busca Escolar

Sites

Encceja
Enem
SISU
Prouni
Paixão e Amor
Curiosidades
Relacionamento

Fale Conosco
Feed / RSS

Comunidade no Google +
Comunidade no Twitter


Novidades no seu e-mail

Estudantes Online
Sobre o Grupo Escolar

GrupoEscolar.com - Todos direitos reservados

Todo o conteúdo do site é retirado da internet e/ou enviado pelos estudantes.

Caso algum conteúdo infrinja direitos autorais entre em contato que adicionaremos crédito ou retiraremos o mesmo.

As opiniões expressas nos textos são de responsabilidade dos seus autores.

Somos apenas um veículo de comunicação e não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.