Modernização da Rússia

Modernização da Rússia

Por

No século XVIII teve início um movimento para a modernização da Rússia com o objetivo de atrair a atenção da Europa para o país. Esse processo foi intensificado no século XIX, quando a sociedade russa passou a questionar o czarismo, modelo político que concentrava nas mãos da nobreza e do Czar um poder absolutista.

Nessa época a economia da Rússia era baseada em atividades agrárias e criação de gado, mas o cenário começou a mudar a partir de 1855, quando Alexandre II assumiu o poder e determinou que o país modernizasse suas atividades.

O Czar Alexandre aboliu a servidão na Rússia em 1861 e passou a incentivar as atividades industriais por meio do capital estrangeiro. Nesse momento, várias reformas modernizadoras foram colocadas em prática com o objetivo de aumentar a classe operária do país e desenvolvê-lo.

Depois da morte do Czar Alexandre, o processo de modernização continuou com a construção de uma ferrovia que atravessa todo o território russo e segue até a Ásia. Cidades, como Moscou e Petrogado, começaram a crescer em torno da ferrovia e a migração de camponeses para as cidades se intensificou.

Em 1894, o czar Nicolau II assumiu o país e promoveu um desenvolvimento intenso das indústrias, o que resultou em baixos salários para os proletários e vários conflitos. A classe operária formou, então, um grupo chamado de bolchevique, que era liderado por Lênin e passou a organizar atos contra o governo.

O processo de modernização da Rússia foi marcado por revoltas e conflitos. Essa modernização estagnou com a entrada da Rússia na I Guerra Mundial, fato que acelerou o colapso da economia.

Em março de 1917, o czar Nicolau II foi deposto e os setores liberais da burguesia, apoiados pelos mencheviques, tomaram o poder, formando um governo provisório. Líderes como Lênin e Trotsky, descontentes com o novo governo, passaram a organizar os sovietes para derrubar a administração.

Depois da queda do governo provisório, em julho de 1918 foi promulgada uma constituição provisória para a Rússia, estabelecendo o regime socialista no país. Nesse momento, a Rússia passou a se chamar União da República Socialista Soviética. Lênin e Stálin foram os maiores líderes do período.

Stálin governou o país de forma ditatorial e estabeleceu um plano econômico para estimular a indústria de base e coletivizar a agricultura. O plano deu certo e transformou a URSS numa potência mundial.

Leia também! Assuntos relevantes