Matéria e Antimatéria


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Matéria e Antimatéria

Por Leandro de Paula

O ramo da física que estuda os constituintes básicos da matéria é a Física de Partículas Elementares. Neste campo existe uma teoria chamada de Modelo Padrão que é compatível com todos os resultados experimentais atualmente conhecidos. Segundo essa teoria a matéria tem dois tipos de constituintes, os quarks e os léptons. Os primeiros nunca são observados isoladamente mas se agregam para formar os hádrons. Os hádrons mais conhecidos são o próton e o nêutron, formados por três quarks e principais constituintes dos núcleos atômicos. Os quarks mais abundantes na natureza são o up e o down. O próton é formado por dois quarks up e um quark down enquanto que o nêutron se constitui de um up e dois do tipo down. O lépton mais conhecido é o elétron, responsável pela ligação entre os átomos e, consequentemente, pela formação de moléculas. Há um outro lépton, chamado neutrino que não possui carga elétrica e é muito difícil de ser observado.

Essas quatro partículas formam a chamada primeira geração e constituem todos os corpos que nos rodeiam. O Modelo Padrão não impede ou exige que existam outras gerações de quarks e léptons, a única restrição é que cada geração deve ter dois quarks e dois léptons como a primeira. Medidas experimentais realizadas no CERN indicam que existem três gerações.

O Modelo Padrão também prevê a existência de antipartículas, antiquarks e antiléptons. Uma antipartícula tem a carga elétrica oposta à da partícula, para o caso dos quarks e do lépton carregado, e se aniquila ao se chocar com seu parceiro, transformando massa em energia. Assim, as antipartículas da primeira geração são os antiquarks - antiup e antidown - e os antiléptons - antielétron (também chamado pósitron) e antineutrino. Da mesma forma que os quarks se agregam constitundo hádrons, que por sua vez formam átomos se juntando a elétrons, os antiquarks podem constituir antihádrons e antiátomos.

Antihádrons e antiléptons são produzidos tanto em colisões realizadas em aceleradores de partículas quanto em chuveiros de partículas produzidos por raios cósmicos. A primeira antipartícula foi observada em 1933 por C. D. Anderson ao analisar emulsões fotográficas expostas a raios cósmicos.

O único mecanismo conhecido de criação de partículas e antipartículas é a produção de pares, que é o inverso do processo de aniquilação. No momento da produção, uma certa quantidade de energia é usada para criar simultaneamente uma partícula e sua antipartícula.

Autor:
Leandro de Paula

Fonte:
http://omnis.if.ufrj.br/~leandro/divulga/cp/node1.html




Leia também! Assuntos relevantes.

O que aconteceu antes do Big Bang
Esta é uma pergunta frequente feita por quem começou a estudar ou ler sobre cosmologia. As respostas curtas são: só Deus sabe; ninguém sabe. Se ...

Composição da Matéria Viva
- Possui características muito especiais, se comparada à matéria inanimada; - Possui muitas características em comum, se comparada entre si, anima...

CERN recria Big Bang, o momento primordial do Universo
Data Histórica (10-09-2008) O maior acelerador de partículas do Mundo já foi colocado em funcionamento com sucesso Correu bem a primeira tentati...

Transformações da energia remetem à origem do Universo
Ulisses Capozoli A primeira lei da termodinâmica diz que a energia não pode ser nem criada nem destruída. A termodinâmica, para quem tem menos fami...

Os Estados da Matéria
A matéria pode existir em três estados: sólido, líquido e gás. O sólido mantém o seu volume e sua forma, independe da forma do recipiente em que ele ...

Propriedades Gerais da Matéria
A matéria tem 8 propriedades gerais, isto é, 8 características comuns a toda e qualquer porção de matéria: inércia, massa, extensão, impenetrabilidade...

A terra e o universo
Pela teoria do Big Bang, o universo teria se formado há 15 bilhões de anos. O homem não tem a real dimensão da amplitude do universo. São milhares ...

As Transformações da Matéria
As transformações da matéria podem ser físicas e químicas. -> As transformações físicas não alteram a identidade das substâncias. Por exemplo, o chum...

Raios Cósmicos
O que são Raios Cósmicos? Quando o assunto é Física, as perguntas que surgem com mais freqüência são: Para que serve? De onde vem? Qual fórmula eu us...

A Grande Explosão (Big Bang)
Duas descobertas astrofísicas importantes, feitas no decênio de 1960, foram as. Primeiras de outras que convenceram a maioria dos cientistas sobre a V...

Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, estudos, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Somos um veículo de comunicação. Não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia ou reprodução de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2015 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados