Márcio de Sousa Melo

Márcio de Sousa Melo nasceu em Florianópolis, Santa Catarina, no dia 26 de maio de 1906 e veio a falecer no dia 31 de janeiro de 1991. Ele ocupou diversos cargos importantes, como o de militar brasileiro, sendo marechal-do-ar da Força Aérea Brasileira na época.

Além dessas nomeações, a que mais marcou a história deste militar foi a sua participação na junta militar brasileira da época da ditadura, quando compôs o triunvirato governamental ao lado de Aurélio de Lira Tavares e Augusto Rademaker, ambos também ministros militares, respectivamente do Exército e o Ministro da Marinha.

Sua história

Como já foi dito acima, Márcio de Sousa Melo foi ministro da Aeronáutica. Enquanto o militar político brasileiro conhecido como Castelo Branco estava no poder ele ocupou esse cargo pelo período que corresponde de 15 de dezembro de 1964 até o dia 11 de janeiro de 1965. Já, no governo do outro militar político brasileiro Costa e Silva, ele esteve no cargo durante o dia 15 de março de 1967 até do dia 31 de agosto de 1969.

Foto do Márcio de Sousa Melo

Ele compôs o triunvirato que correspondia à junta militar brasileira que governou o país na época da ditadura, durante um período de 60 dias. Entre 31 de agosto de 1969 até 30 de outubro do mesmo ano. Mesmo estando sendo membro desse grupo governamental ele não deixou de ocupar o cargo de Ministro da Aeronáutica, estando presente o ocupando no governo de Emílio Garrastazu Médici, que foi de 30 de outubro de 1969 até o dia 29 de novembro de 1971.

Foi beneficiado pelos documentos de ordem e lei conhecidos como atos institucionais da época da ditadura, que deram oportunidade de sua investidura de continuidade no cargo por tantos anos e ainda de assumir temporariamente a Presidência da República, durante impedimento do Presidente da época, este sendo o Ato Institucional n° 12/69.


Veja também a biografia de:
Augusto Rademaker
Aurélio de Lira Tavares


Um homem de títulos

Márcio de Sousa Melo foi um homem muito bem sucedido em sua carreira, ocupando os seguintes cargos:

• Praça: 31 de março de 1925
• Aspirante-a-oficial: 20 de janeiro de 1928
• Segundo-tenente: 9 de agosto de 1928
• Primeiro-tenente: 14 de agosto de 1930
• Capitão: 16 de junho de 1933
• Major: 7 de setembro de 1938
• Tenente Coronel: 20 de dezembro de 1941
• Coronel: 1 de novembro de 1946
• Brigadeiro: 10 de abril de 1954
• Major-brigadeiro: 22 de abril de 1961

Além de passar por todos esses cargos de prestígio, ele também recebeu méritos pelo seu desenvolvimento ao prestar os serviços que ocupou, como a condecoração de 24 de outubro de 1951, que se tratava da comenda da Ordem do Mérito Aeronáutico. Além dela, ele foi agraciado no dia 19 de agosto de 1968 com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis de Portugal.

Em vida, ele foi um homem que teve uma grande representatividade na área militar, mas que deixou a desejar quanto às realizações da população civil, já que foi um braço forte na época da ditadura, dando um pontapé inicial na junta militar para que ela se instaurasse de vez dentro do Brasil.

Leia também! Assuntos relevantes