Líquen


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Líquen

Os liquens são organismos simbiontes constituídos a partir da associação entre espécies de algas e de fungos.

A associação é tamanha que os liquens são descritos e classificados como espécies únicas.

A espécie de fungo é chamada de micobionte do líquen, enquanto a espécie de alga é chamada de micobionte do líquen.

Na maioria dos casos o líquen é composto apenas por uma espécie de alga e uma de fungo, porém há alguns poucos que possuem dois ficobiontes.

O micobionte é em geral um aschomicete e às vezes um basidiomicete, definindo a forma e a estrutura geral do líquen que pode apresentar um aspecto bastante variadas.

Em meio às hifas dos fungos, estão imersos pequenos microorganismos fotossintetizantes, em geral algas vedes do grupo das clorófitas ou algas azuis, as cianobactérias.

As espécies que mais freqüentemente compõe os liquens pertencem ao gênero Trebouxia, Pseudotrebouxia ou Tretepohlia de algas verdes, ou ao gênero Nostoc de algas azuis.

Cerca de 90% dos liquens é composta por tais espécies.

A relação simbiótica estabelece-se em função de vantagens para ambas as espécies envolvidas.

A alga tem no interior do fungo o ambiente ideal para seu crescimento, enquanto o fungo utiliza-se de parte do alimento produzido pelas algas e de compostos nitrogenados, no caso de liquens constituídos por cianobactérias.

O formato do líquen, determinado pelo tipo de hifa do fungo, possibilita a retenção de água de minerais e, ao mesmo tempo, permite a troca de gases.

Além disso, o fungo produz pigmentos que protegem a alga da luminosidade intensa e, paralelamente, sintetiza substâncias tóxicas que evitam que o líquen seja consumido por outros organismos.

A associação das duas espécies parece ser fundamental para a sobrevivência de ambas, uma vez que nos ambientes onde ocorrem os liquens nenhuma delas é encontrada sozinha.

Aliás, nenhum dos fungos que compõem os liquens parece viver dissociada na natureza, apesar de algumas espécies de algas ocorrerem como organismos independentes.

Os liquens são conhecidos como importantes pioneiros em habitats rochosos ou outras superfícies de solo como em regiões vulcânicas.

Ácidos produzidos pelos fungos atacam a rochas quimicamente auxiliam na sua decomposição, bem como a própria degradação física resultante da presença desses organismos.

Apesar desses efeitos da presença do líquen parecerem insignificantes, pouco a pouco geram uma pequena camada de solo que possibilita a ocupação do local por plantas e conseqüentemente há um incremento na fauna.

Outro tipo de ambiente onde os liquens são especialmente bem desenvolvidos são as regiões de baixas temperaturas.

No Ártico, inclusive, são uma fonte importante de alimento.

Contudo, apesar dos liquens serem mais abundantes nessas regiões, a grande parte das espécies, cerca de 80% das 25.000 existentes, ocupa ambientes tropicais.

É interessante notar que os liquens são extremamente sensíveis à poluição do ar e por isso podem ser usados como indicadores de alterações no ar causadas tão freqüentemente pelo estabelecimento de indústrias ou por queimadas.

Como grande parte das substâncias que o organismo absorve são carregadas pela chuva, a medida que o ar está poluído, os poluentes atingem diretamente os liquens.

O desaparecimento de tais seres vivos em uma determinada localidade seria um primeiro sinal desse impacto sobre o ambiente.


Fonte:
Imagem - http://www.ra-bugio.org.br/images/mataatlantica/g/3/figura18.jpg
http://www.sosprofessor.hpg.ig.com.br/ciencia_biologica/liquen.htm






[ Pesquisa escolar lida 17812 Vezes - Categoria: Biologia ]


Leia também! Assuntos relevantes.

Importância Econômica das Algas
INTRODUÇÃO As algas são vegetais inferiores e compõem o plâncton, mais especificamente o fitoplâncton. Possuem clorofila, sendo considerados seres au...
Lido: 73004 Vezes

Algarismos Significativos
Com a régua acima, se você medir o comprimento do lápis verá que ele está entre 9,2 e 9,3 cm. Quantos décimos de milímetros devemos considerar? É imp...
Lido: 44520 Vezes

Salga processo de conservação
A salga é um processo utilizado para a conservação de alimentos. Esta técnica é feita à base de sal, uma substância que tem a capacidade de absorver u...
Lido: 710 Vezes

Algas Pluricelulares
Algas são plantas marinhas que apresentam clorofila em suas células. As chamadas algas pluricelulares, ou multicelulares, são aquelas que integram o r...
Lido: 15758 Vezes

Fungos Venenosos
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Os fungos (Fungi) são um vasto grupo de organismos classificados como um reino denominado Fungi, pertencen...
Lido: 52255 Vezes

Doenças causadas por fungos
Os fungos são organismos eucariontes unicelulares ou multicelulares que incorporam seus alimentos por absorção: as células de seu corpo eliminam enzim...
Lido: 68426 Vezes

Paleontologia
Paleontologia é o estudo da vida animal e vegetal referente à era pré-histórica. Ele é realizado através da classificação de fósseis pertencentes ...
Lido: 15048 Vezes

Ártico
Região correspondente à área, tanto continental quanto marítima, que se estende ao redor do pólo norte. Abrange, além do oceano Glacial Ártico e suas ...
Lido: 43139 Vezes

Algarismos Romanos
Os Algarismos Romanos, como o próprio nome sugere, foram criados na Roma Antiga. O sistema de numeração representa os números a partir de letras do al...
Lido: 5644 Vezes

Fungos
Por Juliana Miranda, GrupoEscolar.com. Resumo sobre Fungos Os fungos fazem parte do reino Fungi, que conta com organismos encontrados em ambientes t...
Lido: 25837 Vezes

Estudantes Online | Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Sendo um veículo de comunicação, não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2014 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados