Leis das Transformações Químicas

Leis das Transformações Químicas

A observação de muitas reações químicas ao longo do tempo revelou um certo número de consistências conhecidas por leis das transformações químicas.

A primeira dessas leis foi anunciada por um químico francês, A.L. Lavoisier, em 1774, e é atualmente chamada de Lei da conservação da massa. Esta lei estabelece que a soma das massas dos produtos é igual a soma das massas dos reagentes. Não há destruição, nem criação de matéria, apenas a transformação. Exemplo: Ao se queimar um pedaço de papel, ele se decompõe em gases e cinzas. A massa inicial do papel é igual a massa das cinzas e dos gases produzidos na decomposição (neste caso na queima).

A segunda lei das transformações químicas é a lei da composição definida, conhecida também como lei da composição constante ou lei das proporções definidas. Ela descreve a mais importante propriedade de um composto, sua composição fixa. Por exemplo: em uma amostra de cloreto de sódio, 39,44% da massa total é sódio e 60,66% é cloro. Igualmente a água sempre consiste de 11,19% de hidrogênio e 88,91% de oxigênio, em massa.