Invasões Holandesas no Brasil

Invasões Holandesas no Brasil

As Invasões holandesas, foram invasões ocorridas em regiões brasileiras em duas ocasiões, 1624-1625 (Bahia) e 1630-1654 (Pernambuco).

No século XVI aconteceram as invasões francesas e incursões corsários no litoral.

As invasões foram determinadas pelo interesse da Companhia das Índias Ocidentais de controlar a então maior região produtora de açúcar do mundo, além do fato de a Holanda estar em guerra contra a Espanha, que então dominava o Brasil (1580-1640).


INVASÃO DA BAHIA (1624-1625)

Comandados por Jacob Willekems e Johan van Dorf os holandeses tomaram Salvador, mas não conseguiram estabelecer maiores contatos na área açucareira devido à resistência chefiada pelo bispo D. Marcos Teixeira. Em 1625 a conjugação de tropas pernambucanas com a esquadra luso-espanhola de Fradique de Toledo Osório conseguiu expulsar os invasores.


INVASÃO DE PERNAMBUCO E OCUPAÇÃO DO NORDESTE

Em 1630, nova expedição ocupou Pernambuco, sendo a resistência no interior liderada por Matias de Albuquerque que, conseguiu sustentar-se, até 1635, quando a superioridade de recursos dos invasores acabou por obrigá-lo a retirar-se.

A par da luta militar, os holandeses procuraram consolidar-se e expandir sua dominação.

Entre 1637 e 1644 passou a governar o domínio holandês o conde alemão João Maurício de Nassau-Siegen que realizou melhoramentos urbanos no Recife e desenvolveu uma política de entendimento com proprietários de engenhos e comerciantes portugueses.

Simultaneamente, a Companhia ampliava seus investimentos nos engenhos pernambucanos, emprestava dinheiro aos senhores e avançava militarmente sobre outras regiões.

O fracasso na tentativa de conquistar Salvador (1638) não impediu que os holandeses estendessem seu domínio até o Maranhão.

A restauração da independência portuguesa (1640), a saída de Nassau do governo por desentendimento com a Companhia (1644) e o vencimento dos empréstimos aos senhores de engenho motivaram a Insurreição Pernambucana, movimento cujos principais líderes foram João Fernandes Vieira, Henrique Dias, Felipe Camarão e André Vidal de Negreiros.

Vencedores nas batalhas do monte das Tabocas (1644) e Guararapes (1648 e 1649), isolaram os holandeses em Recife, obrigando a capitulação em 1654.

Em 1661 foi assinado o tratado de Haia, no qual os holandeses desistiam do Brasil, mediante uma indenização.

Imagem: http://www.historiadetudo.com/invasoes-holandesas.jpg

Leia também! Assuntos relevantes