Inovações Pedagógicas


 Compartilhar no facebook
 Compartilhar no twitter


Inovações Pedagógicas

Por Marilza Neves da Costa

POR MARILZA NEVES DA COSTA
O presente trabalho tem por objetivo analisar a charge que mostra uma sala de aula, onde o aluno ao chegar próximo ao quadro negro esperava encontrar ícones para clicar, este se surpreende com a situação, pois seu professor não aplica as novas tecnologias em sua prática.

Infelizmente as metodologias de alguns educadores tem fracassado na sala de aula, como observa-se nessa charge que mostra uma prática comum e sem motivação para os alunos.

O professor precisa querer mudanças na educação, todavia ele tem um papel imprescindível no processo ensino aprendizagem. Mas, para isso ele precisa sair da alienação e buscar meios inovadores para sua prática, de modo que ao ensinar também absorva conhecimento. Segundo Perrenoud (2001a, 2001c, 2002).

Trabalhar com aprendizagem envolve um contínuo movimento de reflexão, um reajuste cotidiano de nossos próprios processos. Para que possamos ensinar nossos alunos, precisamos rever nosso próprio modo de aprender, nosso modo de construir a experiência. Um processo que se desenvolve resulta em aprendizagem.

Dessa forma, torna-se de suma importância que o educador reveja sua práxis e integre em suas aulas os mais variados tipos de mídias principalmente tecnológicos.

Sabe se que os alunos contemporâneos na sua grande maioria, são pessoas que vivem em busca de informações nos diversos meios tecnológicos, e estes ao chegarem à sala de aula percebem que o professor não acompanha estes avanços.

Cabe a escola de modo geral se adequar a esses avanços tecnológicos para que as informações não cheguem aos alunos de forma errônea, daí o papel do professor auxiliá-los de forma que satisfaça os anseios dos educandos

Para tal ação, requer do educador mais compromisso e que conheça melhor as mídias educacionais, pois, utilizar os novos meios de comunicação no mundo globalizado, é crucial para melhorar a aprendizagem dos discentes.

Todavia, precisa-se urgentemente quebrar alguns tabus tradicionalistas na educação, adquirindo e repassando informações para seus alunos, aliás, sabe-se que existem muitas formas de se ensinar e aprender.

Todavia, vale ressaltar que muitas vezes o educador encontra-se sobrecarregado, tendo que trabalhar em mais de um turno devido o baixo salário que recebe. Por conseguinte, cabe aos governantes fornecer-lhes melhores condições financeiras, para que o profissional da educação não tenha que trabalhar em dois turnos, sobrando assim, mais tempo para planejar, é também de responsabilidade dos governantes promoverem capacitação contínua de modo que ampliem a prática pedagógica de todos os professores. Para melhores esclarecimentos Moran (2002) ressalta que:

[...] educação contínuas ou continuadas, que se dá no processo de formação constante, de aprender sempre, de aprender em serviço, juntando teoria e prática, refletindo sobre a própria experiência, ampliando-a com novas informações e relações.


Portanto, diante do exposto pode – se enfatizar a importância da capacitação contínua dos profissionais da educação, de modo que este não permaneça ultrapassado em sua práxis educacional e possa reconhecer sua postura enquanto educador.


REFERÊNCIAS
MORAN, José Manuel. Mudar as formas de Ensinar e Aprender com as Tecnologias. São Paulo, 2002.

PERRENOUD, Fhelippe, THURLER, Mendonça G. As Competências para Ensinar no Século XXI. Formação dos professores e o desafio da Avaliação. ARTMED, Porto Alegre, 2004.




Texto enviado às 01:02 - 1 de maio de 2011
Autor: Marilza Neves da Costa

Licença: Creative Commons License




Leia também! Assuntos relevantes.

Como fazer um trabalho escolar excelente?
Um trabalho nota 10 requer muita dedicação e pesquisa em diversas fontes. Os trabalhos escolares são sempre importantes para ajudar a compor as not...

Escola: relações e sentimentos
Mesmo estando no século XXI, ainda não conseguimos apaziguar um desafio: construir uma escola sem exclusão, com respeito aos direitos humanos. Uma esc...

Projeto Escolar Higiene Pessoal
Muitas escolas brasileiras têm apostado em projetos que tratam da higiene pessoal de estudantes. O objetivo dessas iniciativas é promover saúde no amb...

Gestão Escolar
A gestão escolar: Um campo minado... Análise das propostas de 11 municípios brasileiros Por Nora Krawczyk RESUMO A tendência atual das reform...

As finalidades e os objetivos da educação física escolar
Por Allan José Silva da Costa Introdução: No mundo atual observa-se a presença de uma realidade estimuladora da competitividade entre os homens e,...

Planejamento de ensino no cotidiano escolar
Para o professor, o registro representa muito mais que um roteiro de aula ou uma enumeração de atividades desenvolvidas com a classe. Escrever sobre a...

Fracasso Escolar
Por Adriana Falcão Duarte – Psicóloga – CRP 06/59349-0 A escola é um lugar que proporciona aos estudantes experiências, sociabilidade, criatividade...

Etec, Escola Técnica Estadual
A Etec – Escola Técnica Estadual de São Paulo, é mantida pelo governo do Estado e subordinada ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza. ...

Gestão Escolar 2
[Continuação] Organização da instituição escolar Para o estudo da organização da escola foram analisadas as principais características da proposta...

Planejamento Escolar
O conceito de planejamento escolar está relacionado à atividade pedagógica e de pesquisa das metodologias de ensino. Na prática, o planejamento escola...

Fale Conosco | Feed / RSS | Google + | Twitter |

Novos assuntos sobre educação no seu e-mail

Site destinado a educação, estudos, informação e pesquisa escolar. Não incentivamos a prática de trabalhos escolares prontos.

Somos um veículo de comunicação. Não compactuamos com nenhuma opinião sobre nenhum tema.

Cópia ou reprodução de conteúdo somente se citada a fonte.

© 2015 - Grupo Escolar - Todos direitos reservados